Unimed João Pessoa

Notícias

Adotar hábitos saudáveis pode adiar ou evitar a chegada do diabetes

A- A+
Publicada em 02/03/2018 às 07h00
Adotar exercícios é um dos requisitos para evitar ou controlar o diabetes: viver mais e melhorAdotar exercícios é um dos requisitos para evitar ou controlar o diabetes: viver mais e melhor

O diabetes é uma doença silenciosa que, na maioria das vezes, aparece sem apresentar muitos sintomas. Sede constante, fadiga e vontade de urinar várias vezes ao dia podem ser sinais de alerta.

Apesar da aparente “inocência” do quadro inicial do paciente, a doença é um mal que traz consequências à saúde e pode levar à morte se não tratada devidamente. Por outro lado, quem segue as orientações médicas mantém a qualidade de vida.

Uma das preocupações dos especialistas é com a crescente quantidade de casos. Em 2000 eram 177 milhões de portadores no mundo e a estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que em 2025 esse número chegue a 350 milhões de pessoas.

ORIENTAÇÕES

Para quem não tem diabetes, há como adiar ou até mesmo evitar a chegada da doença. E o melhor, de uma forma muito simples. A endocrinologista Maria da Luz Cunha Pereira Gorenstin afirma que a alimentação equilibrada, realização de atividade física regular e a manutenção do peso dentro da normalidade são primordiais para afastar o diabetes.

Segundo a médica, que integra a equipe do Grupo de Educação em Saúde em Diabetes da Unimed João Pessoa, quando se fala em prevenção, o foco são as pessoas que se enquadram nos fatores de risco (veja abaixo quais são). Esse público tem maior probabilidade de adquirir a doença.

A atenção ainda deve ser voltada para o pré-diabético, indivíduo que apresenta taxa de glicose alterada, entre o nível normal e o diabético. “Um meio caminho para desenvolver a doença. No pré-diabético, por exemplo, a mudança no estilo de vida, com adoção de hábitos saudáveis, é mais eficaz do que a medicação”, enfocou a endocrinologista.

FATORES DE RISCO

  • Pessoa com histórico da doença nos parentes de primeiro grau
  • Obesidade
  • Sedentarismo
  • Indivíduos com comorbidades associadas ao diabetes, como pressão alta e dislipidemia – presença de níveis elevados de lipídios no sangue.
  •  Mulheres que tiveram diabetes gestacional
  • Mulheres que tiveram filhos com peso maior que 4 quilos
  • Pré-diabéticos


QUEM JÁ TEM

Para quem já tem diabetes é possível manter a qualidade de vida tomando cuidados importantes e que estão ao alcance de todos. Um dos passos essenciais é controlar os níveis de glicose e gordura no sangue e a pressão arterial. Além disso, deve-se seguir corretamente a medicação prescrita pelo profissional de saúde.

E os clientes diabéticos ou pré-diabéticos da Unimed João Pessoa contam com um benefício totalmente gratuito que os auxilia a ganhar mais qualidade de vida, o Grupo de Educação em Saúde em Diabetes Mellitus (GES-DM). Clique aqui para saber mais.

Os encontros acontecem no Espaço Viver Melhor, no Bairro dos Estados, e são acompanhados por uma equipe multidisciplinar. Para a endocrinologista Maria da Luz Gorenstin, que integra o GES-DM, o espaço contribui para a conscientização do paciente. “Entendendo a doença, a pessoa faz um melhor controle”, destacou.

COMPLICAÇÕES

Os pacientes com diabetes que não seguem o tratamento corretamente podem enfrentar complicações crônicas como:

  • Macroangiopatia: placas de gordura nas artérias, que prejudica o fluxo sanguíneo
  • Nefropatia: comprometimento das funções dos rins
  • Retinopatia: comprometimento da retina
  • Neuropatia diabética: atinge a sensibilidade das pernas e pés