Unimed João Pessoa

Notícias

Bactérias e fungos: perigos que rondam a nossa cozinha

A- A+
Publicada em 26/12/2014 às 07h00
Limpar bem os utensílios antes e depois de usá-los são cuidados básicos na cozinhaLimpar bem os utensílios antes e depois de usá-los são cuidados básicos na cozinha

Passamos o dia todo tomando cuidados com os perigos que nos cercam. No entanto, esses perigos estão mais próximo do que nós imaginamos: logo ali, bem na cozinha. O lugar onde diariamente preparamos as refeições, a cozinha pode estar infestada de micro-organismos causadores de doenças.

Bactérias, germes, fungos e ácaros estão escondidos por todas as partes, inclusive, nos utensílios que usamos na cozinha e também no modo como manuseamos os alimentos. As mãos, o pano de prato, o descongelamento das comidas, o detergente e a esponja são portas de entrada para esses micróbios, que tanto podem nos fazer mal.

É preciso preocupar-se com a limpeza dos objetos e com o manuseio de alimentos para prevenir doenças, principalmente, com as que possuem relação com o sistema digestivo.

CUIDADO REDOBRADO

A médica infectologista Luciana Holmes Simões dá dicas importantes para evitar doenças ligadas à proliferação de bactérias, principalmente na cozinha, onde são guardados e manipulados os alimentos.

Segundo ela, o simples hábito de lavar as mãos com água e sabão, principalmente após usar o banheiro, já diminui, e muito, os riscos de transmissão de doenças. Beber água filtrada e fervida, congelar e descongelar adequadamente os alimentos, manter a cozinha livre de insetos (moscas e ratos), limpar bem os utensílios antes e depois de usá-los são outros cuidados que se deve ter para evitar enfermidades.

DOENÇAS

As doenças mais comuns causada por micro-organismo que se espalham nas cozinhas de nossas casas são a hepatite A, a febre tifóide, diarreia, além das verminoses. "São doenças que podem ser contraídas se não houve cuidados com a manipulação dos alimentos e uma boa higienização dentro da cozinha", alertou.

A aposentada Minervina Nunes, 81 anos, que mora em Jaguaribe, e é cliente Unimed João Pessoa, ainda cuida da cozinha e prepara ela mesma a comida para filhos e netos. Apesar da idade, não descuida da limpeza. " A cozinha é um local complicado de limpar, por isso tomo todos os cuidados", disse a dona de casa, que conta com o apoio das filhas e de uma ajudante. Embora, diariamente, as louças sejam lavadas e o fogão e a pia limpos, dona Minerva, como é chamada pelos amigos, faz uma higienização completa a cada 15 dias da cozinha, e todos os anos uma dedetização para afastar do local insetos e roedores.

Manter a cozinha livre desses ‘bichinhos' não é tarefa fácil, mas algumas práticas podem ser adotadas para evitar a proliferação deles.

MANUSEIO DOS ALIMENTOS

-Higienizar as mãos antes de preparar os alimentos é procedimento básico. Evite abrir a tampa da lixeira enquanto estiver mexendo os alimentos;
-Não deixe os alimentos esfriarem para posteriormente colocá-los na geladeira. O adequado é armazená-los em recipiente de vidro e inox e guardá-lo na geladeira sem tampa. O recipiente apenas deve ser fechado quando o alimento estiver frio;

-Não é recomendado descongelar comidas fora da geladeira (deixá-las em temperatura ambiente ou dentro da água). Descongele no micro-ondas o que for possível ou tire do freezer e deixe descongelado dentro da geladeira;

- A água sanitária é um desinfetante que pode ser aliado na tarefa de limpar frutas e verduras. O importante é ler o rótulo desse desinfetante para saber se é indicado para esse procedimento. Fiquem atentas as recomendações para a quantidade de produto e água que deve ser usada no processo.

MANUSEIO DOS UTENSÍLIOS

-O pano de prato facilita a proliferação de bactérias devido à umidade. Opte por escorredor de louça para deixar os utensílios secando, toalhas de papel para secar as mãos e rodo para secar a superfície da pia. Caso não seja possível eliminá-los, troque-os e deixe os panos sujos de molho em uma solução de cloro ou água sanitária;

-A esponja é um objeto propício para a reprodução de micróbios. Após utilizá-la, remova o resto de comida, torça e deixa-a secando. É recomendado trocá-la após duas semanas de uso;

-O detergente não é totalmente eficaz na eliminação de germes. Por isso, após ter lavado as louças, jogue água quente sobre elas.

 

Com informações da Unimed do Brasil