Unimed João Pessoa

Notícias

Unimed JP reforça alerta sobre tentativa de golpe em hospitais

A- A+
Publicada em 03/01/2018 às 11h52
Unimed João Pessoa faz alerta para reforçar segurança de pacientes internados em hospitaisUnimed João Pessoa faz alerta para reforçar segurança de pacientes internados em hospitais

Familiares de pacientes internados em hospitais de diferentes estados do país estão recebendo ligações telefônicas de pessoas pedindo dinheiro para a cobertura de exames e procedimentos aos quais os planos de saúde não cobririam e seriam essenciais para o tratamento.

A Unimed João Pessoa reforça o alerta de que estas ligações são tentativa de golpe e que não existe em seus hospitais próprios – Alberto Urquiza Wanderley e Moacir Dantas - a prática de pedir depósitos em dinheiro por telefone aos parentes de pacientes.

Ou seja, nenhum dos funcionários ou médicos dessas unidades, sob qualquer hipótese, liga para o paciente ou familiar pedindo transferências bancárias ou depósitos em dinheiro.

SEGURANÇA

Quando é necessário algum tipo de contato com os parentes de pacientes internados, a ligação é feita através de uma chamada identificada e o cliente é convidado a comparecer a um dos hospitais para tratar do assunto pessoalmente. Ao chegar a uma das duas unidades, o cliente conversará com um colaborador da Unimed João Pessoa devidamente fardado e com crachá de identificação.

PROVIDÊNCIAS

A Gestão de Serviços Hospitalares adotou diversas providências para alertar os clientes sobre a tentativa de golpe. Além de utilizar diferentes meios de comunicação, como a fixação de cartazes em todos os apartamentos, ao dar entrada no Hospital Alberto Urquiza Wanderley ou no Hospital Moacir Dantas, o cliente ou responsável assina um termo (disponibilizado desde 2017), onde as orientações são reforçadas (LEIA A NOTA DE CIÊNCIA E NOTIFICAÇÃO).

As equipes de enfermagem e hotelaria também reforçam o alerta diariamente, de forma verbal, com os pacientes e seus acompanhantes.

ORIENTAÇÕES

Para ampliar a divulgação sobre a golpe, a orientação é que a pessoa que tenha um parente internado em Unidade de Tratamento Intensivo, apartamento ou acomodação dupla, avise a todos os seus familiares e amigos de que o hospital não fará contato telefônico pedindo dinheiro em espécie, depósito ou transferência bancária, mesmo que a internação seja particular e não pelo plano de saúde. Todo o contato é realizado pessoalmente.

Caso a família passe por essa situação, deve procurar o Serviço de Apoio ao Cliente para saber como proceder. Se preferir, o contato pode ser feito pelos telefones 2106-0257, 2106-0266 e 2106-0246 ou no próprio hospital onde o paciente estiver internado.