A- A+

Artigos Médicos

Ana Emília Lins Silva de Medeiros

Ana Emília Lins Silva de Medeiros

CRM-PB: 2752 Especialidade: Ginecologista e obstetra

Saúde da Mulher

Publicada em 16/03/2018 às 18h

A saúde é definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um estado de completo bem-estar físico, mental e social. Importante salientar que, necessariamente, a ausência de doenças não significa estar com saúde.

Quando nos reportamos à Saúde da Mulher devemos ressaltar a importância do médico ginecologista e obstetra, profissional este a cuidar da saúde das mulheres; a cuidar das suas enfermidades ginecológicas; a diagnosticar algumas áreas clínicas; a acompanhar sua espera em ter um filho; a atuar algumas vezes até como psicólogo, ouvindo o seu choro quando enfrenta problemas conjugais e de esterilidade.

A interação da mulher com o(a) ginecologista é de suma importância, pois muitas vezes é o único profissional que ela procura e que irá acompanhá-la por toda a vida. Salientamos a visita anual ao ginecologista antes do início da atividade sexual com o objetivo de orientar a respeito de contracepção, prevenção de infecções sexualmente transmissíveis e a necessidade da administração de vacinas, como a da rubéola e a do HPV.

O rastreio do câncer de colo uterino é realizado no Brasil anualmente através da coleta do Papanicolau. Em países como os Estados Unidos, Austrália, Reino Unido e outros é feito com testes de Biologia Molecular a cada cinco anos.

Anualmente, as mulheres devem ser submetidas a ultrassonografias endovaginais e, a partir dos 40 anos, devem ser submetidas a mamografias anuais e pesquisa de Diabetes mellitus, dislipidemias, anemias, infecções urinárias, patologias oncológicas.

Pacientes climatéricas devem realizar pesquisa de massa óssea a cada três anos, desde que não apresentem outras patologias que justifiquem a realização mais precoce.

O profissional deve estar bem atento ao perfil psicológico da sua paciente, à necessidade de oferecer um suporte para a saúde mental ou da área de nutrição ou à orientação para realizar atividades físicas.  Enfim, o (a) ginecologista deve ser o elo entre a saúde e a mulher.