A- A+

Artigos Médicos

Emerson Oliveira de Medeiros

Emerson Oliveira de Medeiros

CRM-PB: 4827 Especialidade: Urologista e cirurgião geral

Câncer de próstata

Publicada em 08/09/2017 às 18h00

A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto. A próstata envolve a porção inicial da uretra e produz parte do sêmen, líquido que contém os espermatozoides.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos e considerando ambos os sexos, é o quarto tipo mais comum e o segundo mais incidente entre os homens.

Já está comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer. Hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Importante lembrar que o câncer de próstata na sua fase inicial pode não apresentar sintoma algum, agindo como um inimigo silencioso. Quando apresenta sintomas, pode confundir com os sintomas de doença benigna da próstata.

Sintomas como sangue na urina ou no esperma, vontade de urinar frequentemente, jato urinário fraco, disfunção erétil (impotência), dor lombar persistente, entre outros, merecem investigação e o paciente deve procurar um urologista.

O paciente deve procurar anualmente o seu urologista para realizar exames rotineiros, lembrando os mais importantes como o PSA, a ultrassonografia e o toque retal. Nas famílias em que há alto risco, o paciente deve iniciar sua prevenção aos 40 anos de idade.

O tratamento do câncer de próstata na fase inicial tem alto índice de cura, podendo ser através de cirurgia (Prostatectomia Radical) ou Radioterapia Conformacional, sendo que nos estágios avançados ainda pode ser utilizado bloqueio hormonal, quimioterapia e até mesmo a orquiectomia (retirada dos testículos).

Homens, vençam o tabu e não deixem de procurar seu urologista!