A- A+

Artigos Médicos

Klecius Leite Fernandes

Klecius Leite Fernandes

CRM-PB: 5605 Especialidade: Cirurgião de Cabeça e Pescoço

Alerta para a prevenção do câncer de cabeça e pescoço

Publicada em 04/08/2017 às 18h00

Todos os anos, a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) dá início no mês de julho à campanha de conscientização para os principais fatores de risco do câncer de cabeça e pescoço: o cigarro e o álcool. Quando associado, o consumo dessas substâncias multiplica em até 20 vezes a possibilidade de uma pessoa saudável desenvolver algum tipo de câncer de cabeça e pescoço.

Em 27 de julho passado, celebrou-se o Dia Mundial do Câncer de Cabeça e Pescoço, data definida no congresso mundial da especialidade, realizado em 2014, pela Federação Internacional de Oncologia de Cabeça e Pescoço.

Segundo levantamento do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), o câncer de boca, faringe, laringe e demais sítios é hoje o segundo mais frequente entre os homens, atrás somente do câncer de próstata, com mais de 18 mil casos diagnosticados anualmente no Brasil. Nas mulheres, prepondera o câncer da tireoide, sendo o quinto mais comum entre elas.

Todo nódulo persistente no pescoço pode ser câncer, principalmente quando não desaparece espontaneamente em até 21 dias, é endurecido e cresce progressivamente. Também é recomendável procurar um cirurgião de cabeça e pescoço quando houver uma lesão na boca que não cicatriza espontaneamente em até 21 dias, bem como em caso de rouquidão por mais de três semanas, em especial em fumantes e consumidores habituais de bebidas alcoólicas.