A- A+

Blog da Saúde

Quer um incentivo para se exercitar? Veja o que dizem do Jampa Saúde

Publicada em 17/01/2018 às 07h00
Quer um incentivo para se exercitar? Veja o que dizem do Jampa Saúde

Se você é daqueles que precisa de um estímulo para começar a fazer uma atividade física, aí vai uma dica: assista aos vídeos do Jampa Saúde, disponibilizados no Canal Viver Melhor, do Portal Unimed JP, e se inspire! Neles, o que não falta é incentivo para deixar a preguiça de lado e buscar mais saúde e qualidade de vida.

São depoimentos de pessoas que adquiriram hábitos saudáveis depois que começaram a participar do Jampa Saúde, projeto da Unimed João Pessoa, que oferece gratuitamente exercícios físicos e serviços de saúde (confira abaixo).

Nos vídeos, os participantes comentam os benefícios obtidos com as atividades e compartilham experiências que vão além do condicionamento físico: como as vantagens de exercitar o corpo ao lar livre.

Ficou interessado? Então, assista aos vídeos e diga adeus à preguiça. Acesse aqui.

PROJETO
 

O Jampa Saúde é realizado as terças, quintas e sábados na Praia do Cabo Branco, na altura do final da Avenida Beira-Rio. Os participantes contam com treinamento funcional, alas de zumba e serviços de saúde. Quem não é cliente da Unimed JP pode participar. O projeto é organizado pelo setor de Promoção de Saúde da Unimed João Pessoa.

DIAS E HORÁRIOS

Treino Funcional

Terças e quintas: das 17h às 19h30
Sábados: das 6h às 8h

Zumba

Terças e quintas: das 17h às 18h

 

Serviços de saúde

Sábados: das 6h às 8h

 

EDIÇÃO DE VERÃO


Neste mês de janeiro, o projeto ganha a versão verão. Com isso, os encontros do sábado estão sendo realizados em locais diferenciados. Neste dia 20 as atividades acontecerão no Parque da Lagoa (Centro) e no dia 27 na Praça da Paz (Bancários). 

 

Verão aumenta o risco de proliferação do Aedes aegypti; ajude a combater

Publicada em 12/01/2018 às 16h00
Verão aumenta o risco de proliferação do Aedes aegypti; ajude a combater

Sol, calor e chuvas passageiras, elementos típicos da estação mais quente do ano. Esse é o ambiente propício para a reprodução do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Especialistas alertam que o Aedes fica mais ativo no verão. “A alta temperatura age a favor do mosquito, pois lhe dá condições mais propícias à multiplicação”, explica a infectologista Jacqueline Martins, médica cooperada da Unimed JP.

Outro motivo para a disseminação do vetor é o armazenamento de água em casa nessa época do ano, devido a queda no volume dos reservatórios em algumas regiões. Essa reserva pode se tornar criadouro do mosquito, caso as pessoa não tome os devidos cuidados. Portanto, mais do que nunca, a palavra-chave é prevenção.

“A principal arma é a conscientização da população no combate ao mosquito”, destaca a infectologista Jaqueline Martins. Com medidas simples e alguns cuidados básicos, as pessoas podem contribuir para  inibir o surgimento das larvas, evitando a proliferação do mosquito (Confira abaixo outras orientações).

SINTOMAS

A dengue, zica e chikungunya são doenças graves que podem levar à morte ou deixar sequelas. De acordo com Jacqueline Martins, os sintomas das viroses são semelhantes, mas o paciente também pode ser assintomáticos. Os principais sinais percebidos são febre, cefaleia, dor no corpo, dor nos músculos (mialgia), nas articulações (artralgia) e erupção cutânea (exantema). Porém, existem as peculiaridades de cada doença. Saiba quais:

  • Dengue: a dor atrás do globo ocular/olhos (retroorbitaria) é bem frequente. Há risco de morte como na dengue hemorrágica.
  • Chikungunya: a dor articular é bastante intensa, chegando a apresentar inchaço nas articulações atingidas. A letalidade da chikungunya é menos frequente do que nos casos de dengue. No entanto, existem casos em que alguns sintomas persistem, cronificam, e o paciente pode permanecer com dor nas articulações por até três anos.
  • Zika: os sintomas citados são bem menos intensos que nas outras duas viroses. Porém, o perigo maior é para gestante e mulheres em idade fértil, pelo risco de microcefalia fetal.


TRATAMENTO

Assim que aparecerem os sintomas de uma das três doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, o paciente deve procurar rapidamente o atendimento de saúde para ser examinado por um médico e realizar os exames laboratoriais como hemograma e sorologia.

A medicação consiste basicamente no uso de antitérmico e analgésico, além da hidratação. Há situações em que o paciente precisa ficar internado como, nos casos graves de dengue. De acordo com a infectologista Jacqueline Martins, quando isso ocorre, surgem ainda sintomas como dor abdominal intensa, hipotensão arterial e letargia.

EXPERIÊNCIA

Mesmo tomando uma série de cuidados em casa, a estudante Thereza Maynara de Almeida Silva, 24 anos, contraiu chikungunya. Pior: a mãe dela também apresentou os sintomas da doença no mesmo dia em que a jovem adoeceu. “Ficamos três dias tendo febre alta, sem poder sair da cama. As mãos e braços da minha mãe ficaram inchados e meus pés também. A dor no corpo foi tão intensa que eu não conseguia me mexer”, lemba Maynara.

A estudante conta que sempre se manteve vigilante em relação à prevenção. Mas depois da experiência, a atenção aumentou. “Antes trocávamos a água dos animais de estimação uma vez por dia, agora são duas. Também começamos a alertar os vizinhos sobre como evitar água parada em casa”, diz.

COMO SE PREVENIR?

Existem várias formas de evitar o surgimento das larvas. Veja as principais.

RESERVATÓRIO - Mantenha sempre bem tampados caixa d’água, tonéis, barris ou qualquer reservatório de água. Lave-os, pelo menos uma vez por semana,  com água e sabão.

LIXO – Coloque garrafas usadas viradas com a boca para baixo ou deixe-as tampadas. Não jogue lixo em terrenos ou deixe-o acumulado em casa. Coloque todo o resíduo em sacos plásticos fechados e mantenha as lixeiras tampadas.

CALHA – Mantenha as calhas sempre limpas, retirando as folhas e galhos para facilitar a passagem da água. Evite também água da chuva acumulada sobre a laje.

ANIMAIS – Limpe com escova ou bucha os potes de água dos animais e troque a água diariamente.

PLANTAS – Encha os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda. Os vasos de plantas aquáticas devem ser lavados com água e sabão toda semana.

PNEUS - Se for guardar pneus velhos em casa, retire toda a água e mantenha-os em locais cobertos, protegidos da chuva.

 

 

 

 

 


 

 

 

Jampa Saúde Verão vai ser realizado na Praia do Bessa neste sábado

Publicada em 12/01/2018 às 07h00
Jampa Saúde Verão vai ser realizado na Praia do Bessa neste sábado

As atividades do Jampa Saúde Verão deste sábado (13) serão realizadas na Praia do Bessa, próximo ao Bessa Grill. Isso porque, aos sábados de janeiro, o projeto da Unimed João Pessoa vai ocorrer sempre em locais diferentes da cidade.

Então não perca a oportunidade de movimentar o corpo com as aulas de zumba e de treino funcional que serão oferecidas das 6h às 8h. Além dos exercícios físicos, também serão disponibilizados serviços de saúde como verificação do Índice de Massa Corporal (IMC), aferição da pressão arterial e teste de glicemia.

Tudo isso acompanhado por uma equipe do Setor de Promoção da Saúde da Unimed JP, formada por enfermeiras e educadores físicos. E o melhor: de graça! O Jampa Saúde é disponibilizado a todas as pessoas, mesmo para quem não é cliente da Cooperativa.

BENEFÍCIOS DAS ATIVIDADES

Veja quais os benefícios que a zumba e o treino funcional trazem para a saúde das pessoas.

Zumba -  Traz benefícios como a melhora do sistema cardiovascular, devido aos movimentos de respiração. Também trabalha os músculos dos membros inferiores como os da coxa e panturrilha.

Treino Funcional – Entre outras ações, proporciona o fortalecimento muscular e define o corpo.

O Jampa Saúde Verão faz parte do Jampa Saúde, um projeto permanente da Unimed JP que busca estimular um estilo de vida saudável. As atividades acontecem três vezes por semana: as terças e quintas, das 17h às 19h30; e aos sábados, das 6h às 8h.

No cronograma tradicional, o projeto ocorre em um local fixo, na Praia do Cabo Branco, na altura do final da Avenida Beira Rio. Mas, excepcionalmente, em janeiro as atividades do Jampa serão realizadas em um ponto diferente da cidade.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

  • 13 - Próximo ao Bessa Grill (orla do Bessa)
  • 20 - Parque da Lagoa (Centro)
  • 27 - Praça da Paz (Bancários)
     

Clientes podem esclarecer dúvidas sobre amamentação por telefone

Publicada em 11/01/2018 às 07h00
Clientes podem esclarecer dúvidas sobre amamentação por telefone

Chegar em casa com o bebê recém-nascido é sempre reconfortante para a mãe e para toda a família. Mas, há situações em que muitas dúvidas surgem, principalmente relacionada a amamentação. O que fazer nessa hora? A quem recorrer?

Para apoiar as mães nesse momento tão especial, que requer dedicação, confiança e muita informação, o Hospital Alberto Urquiza Wanderley, unidade própria da Unimed João Pessoa, coloca à disposição de suas clientes o Disque Amamentação.

Por meio de um simples telefonema, as mães podem esclarecer dúvidas e sanar as inquietações sobre dificuldades na amamentação. Do outro lado da linha, um profissional capacitado e experiente está pronto para dar as orientações. O serviço funciona 24 horas, todos os dias da semana.

São dois telefones à disposição: 2106-0393, para ligações das 7h às 19h, e o 2106-0352, para ligações no período da noite, das 19h às 7h. Se mesmo com as orientações do Disque Amamentação, a cliente ainda tiver alguma dúvida, poderá comparecer ao Posto de Coleta de Leite Humano do Hospital Alberto Urquiza Wanderley, no período diurno, para obter mais informações.

MAIS APRENDIZADO

E o apoio às clientes gestantes ou que estão amamentando não param por aí. A Unimed João Pessoa oferece um programa que orienta grávidas para uma gestação saudável e promove cursos e oficinas sobre cuidados com o bebê, amamentação, entre outros assuntos. É o Grupo de Educação em Saúde Mãe e Bebê, iniciativa de promoção de saúde da Cooperativa.

As atividades ocorrem no Espaço Viver Melhor, no Bairro dos Estados, e são totalmente gratuitas. Em algumas delas, é possível levar um acompanhante (esposo ou outro parente). Que saber mais sobre o Grupo Mãe e Bebê? Acesse o Canal Viver Melhor, no Portal Unimed JP.
 

Doenças respiratórias comuns no verão serão temas de entrevista

Publicada em 08/01/2018 às 16h00
Doenças respiratórias comuns no verão serão temas de entrevista

Temperaturas elevadas não livram as pessoas de doenças respiratórias. Independente da causa, elas provocam vários transtornos. E para quem deseja se informar sobre o assunto, basta acompanhar a entrevista da pneumologista Gerlânia Simplício, médica cooperada da Unimed JP. Ela vai participar do Consultório CBN, nesta terça-feira (9), às 9 horas, na Rádio CBN.

Durante o programa, a médica vai falar sobre as causas, sintomas e explicar como prevenir e cuidar das doenças respiratórias que surgem nessa época do ano.Os ouvintes que se interessam pelo tema poderão encaminhar perguntas para a médica responder ao vivo.

O quadro de saúde da Rádio CBN João Pessoa (101.7) conta com a parceria da Unimed JP. Toda terça-feira, a Cooperativa indica um profissional para falar sobre saúde e qualidade de vida.

PODCAST SAÚDE

Todos os programas do quadro Consultório CBN ficam disponíveis aqui no Portal Unimed JP, na seção Podcast Saúde (ouça!). Os internautas podem encontrar a entrevista pelo assunto ou pela especialidade médica.