• Início
  • Notícias
  • Entenda o que são infecções causadas por fungos, como identificar e como tratar

Notícias

Entenda o que são infecções causadas por fungos, como identificar e como tratar

Publicada em 29/07/2021 às 07h

Pesquisador isola e identifica tipos de fungos em laboratório Pesquisador isola e identifica tipos de fungos em laboratório

Fungos, usualmente, convivem harmoniosamente no corpo humano, mas alguns podem provocar doenças quando conseguem invadir as defesas do organismo. As micoses, como são designadas genericamente as infecções fúngicas, podem causar desde problemas superficiais na pele, de fácil tratamento, até lesões profundas, afetar o sangue ou órgãos internos.

A infectologista e coordenadora do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Alberto Urquiza Wanderley e do Hospital Pediátrico Unimed João Pessoa, Helena Germoglio, explica como identificar os sintomas e como prevenir a contaminação. “Uma boa avaliação médica é imprescindível para o diagnóstico. Algumas patologias manifestam-se apenas com lesões na pele, mas outras podem causar problemas graves, principalmente em pacientes imunocomprometidos, cujos mecanismos normais de defesa contra infecções estão deteriorados”, informa.

De acordo com a infectologista, em organismos imunocompetentes, que são capazes de reagir e combater adequadamente micro-organismos e agentes causadores de doenças, o tratamento tem pouca repercussão clínica, sem grandes danos. “Por outro lado, os pacientes imunocomprometidos merecem atenção especial, diagnóstico correto e precoce, e tratamento dirigido com medicamentos específicos”, orienta.

TRATAMENTO E PREVENÇÃO

A maioria das infecções por fungos pode ser tratada com medicamentos de uso tópico, como pomadas, ou comprimidos, mas, em alguns casos, pode ser necessário o uso de antifúngicos por via venosa.

A melhor forma de prevenção, segundo Helena Germoglio, é controlar doenças que possam causar imunodepressão, que são o enfraquecimento das reações imunitárias do organismo, uma vez que os microorganismos são amplamente distribuídos no ambiente. “Outro fator que pode favorecer o desenvolvimento dessas micoses é o uso indiscriminado de medicamentos, principalmente corticoides”, explica.

FUNGO NEGRO

Globalmente distribuída e geralmente muito rara, a mucormicose, também conhecida como “fungo negro”, ganhou atenção especial após relatos que a associam à covid-19.  Segundo Helena Germoglio, esta é uma infecção de avanço rápido causada por um fungo “oportunista”. Está muito ligada à queda da imunidade em grupos específicos, como indivíduos com diabetes sem controle adequado, pessoas que fazem quimioterapia, transplantados e, recentemente, a pacientes com covid, principalmente na Índia.

Já existe confirmação de infecções por fungo negro no Brasil, mas a especialista ressalta que a doença não representa perigo para pessoas saudáveis. “Os fungos que causam a mucormicose estão amplamente presentes no ar, solo e compostos orgânicos, mas não é considerado contagioso, isto é, não é transmitido de uma pessoa para outra ou pelo contato com animais”, tranquiliza.