• Início
  • Notícias
  • Três meses depois da cura da covid, paciente volta ao hospital para agradecer equipe

Notícias

Três meses depois da cura da covid, paciente volta ao hospital para agradecer equipe

Publicada em 10/09/2021 às 14h

Ewerton Soares, de camisa vermelha, e parte da equipe que cuidou dele Ewerton Soares, de camisa vermelha, e parte da equipe que cuidou dele

Três meses depois de sua alta, e já restabelecido das sequelas da covid-19, o advogado Ewerton Juarez de Souza Quirino, 36 anos, retornou ao Hospital Alberto Urquiza Wanderley para agradecer a toda a equipe que, durante o tempo de sua internação, uniu-se a ele na luta contra o novo coronavírus.

Emocionado, Ewerton Juarez contou que a visita foi uma forma de gratidão aos médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogo, e demais colaboradores que contribuíram para que ele vencesse a doença.

Ewerton falou da importância do cuidado e do carinho desses profissionais. “Desde que tive alta, a minha vontade era de voltar e agradecer, até para superar os traumas. Fui muito bem acompanhando, não só quando estava internado, mas também depois que já estava em casa, com os cuidados da equipe do programa Dia a Dia”.

Após sair do hospital, o advogado ficou um tempo sem andar e a oportunidade do encontro com a equipe surgiu quando ele foi ao hospital visitar um amigo acidentado. "Entrei em contato com a psicóloga que me atendeu e pedi para rever a equipe".

Ao encontrar os profissionais que cuidaram dele, o advogado disse que não conseguiu controlar as lágrimas. “A cada um que eu via, me emocionava, não tinha palavras. Quando entrei na UTI e vi o leito em que fiquei, chorei... Só chorava”. Para ele, as equipes da ala covid são grandes heróis e heroínas.

Ewerton fez questão de citar alguns nomes dos profissionais que lembrava. Agradeceu aos médicos Vladimir, Ilzete, Aléssio, Yuri, Hermes, William, Igor e Elaine; a enfermeira Selma, a psicóloga Alcione, a fisioterapeuta Rose, e a todos os outros que o ajudaram. “Voltar ao hospital era o mínimo que eu poderia fazer para agradecer por estar vivo, estar sem sequelas e por estar criando o meu filho. Meu filho hoje está com o pai, não ficou órfão pela covid”, enfatizou o advogado.

... E MUITA FÉ

A fé inabalável e a confiança na equipe do hospital foram fundamentais para confortar a família durante a internação de Ewerton Juarez. Ele é irmão da colaboradora da Unimed João Pessoa, Iara Lucena. Para ela, ver Ewerton com saúde é um verdadeiro milagre de Deus e, também, do trabalho realizado por toda a equipe do hospital. “Foram quase três meses de muito sofrimento e incertezas. Mas, mesmo diante de toda a gravidade, sempre tive plena convicção que Deus operaria um milagre em nossas vidas, e assim foi feito”, disse.

Ela destacou o cuidado e a humanização durante o tratamento de seu irmão. “Eu, como parte da Família Unimed, tenho muita gratidão e orgulho de 'vestir a camisa' desta empresa. Pude acompanhar de perto o trabalho humanizado. Obrigada a todos os envolvidos”.