A- A+

Artigos Médicos

Augusto Clementino de Oliveira

Augusto Clementino de Oliveira

CRM-PB: 5061 Especialidade: Cardiologista

Curtindo o Carnaval com segurança

Publicada em 26/02/2020 às 16h27

O carnaval é uma das festas mais aguardadas do ano, nos variados cantos do nosso país. Por seu caráter de celebração, deveria ser caracterizada somente por momentos felizes, mas, muitas vezes por desinformação ou até mesmo por relaxamento, podem ocorrer infelizes consequências devido aos excessos.

No Brasil, por ocorrer no verão, um dos mais comuns desequilíbrios é a desidratação, que costuma acontecer pelo gasto de energia dos foliões associado ao calor, podendo piorar significativamente com o consumo do álcool. Isso acontece porque, apesar da sensação de que “cervejinha gelada mata a sede”, o álcool, ao ser absorvido (processo que começa a acontecer após cerca de 10 minutos da ingestão), prejudica a absorção da água pelo organismo. Além disso, o álcool também aumenta a micção por um efeito inibitório sobre um hormônio que controla a diurese. Por essas razões, os foliões devem beber muita água antes, durante e depois dos festejos. A alimentação pobre em gorduras e priorizando carboidratos, bem como o descanso adequado, também são fundamentais.
Por falar no álcool, uma prática comum em festas como o carnaval, o consumo exagerado de bebidas em um curto espaço de tempo, denominada “binge drinking” (consumo de no mínimo quatro doses de álcool para mulheres e cinco doses para homens), aumenta substancialmente o risco de intoxicação alcoólica aguda, com possíveis eventos gástricos, neurológicos e cardíacos, podendo levar até ao coma, arritmias e parada cardíaca. Tais riscos podem ser maiores se houver associação do álcool com drogas ou até mesmo os famosos energéticos, que podem conter elevada concentração de cafeína.
Também não podemos esquecer do uso de preservativos nas relações sexuais, já que, apesar dos grandes avanços no tratamento da AIDS, a mesma ainda é uma doença incurável. Seu uso também evita o contágio de outras doenças sexualmente transmissíveis ou uma gravidez indesejada. Portanto, vamos curtir o carnaval com muita alegria e de forma segura!