A- A+

Artigos Médicos

Felipe Antônio Rocha

Felipe Antônio Rocha

CRM-PB: 4377 Especialidade: cirurgião do aparelho digestivo

Coledocolitíase

Publicada em 06/06/2004 às 00h
A coledocolitíase é a ocorrência de cálculo (ou pedra) no canal que transporta a bile do fígado para o intestino. A incidência é de 15% dos pacientes com cálculo da vesícula biliar (colelitíase). Quanto à sua origem, ela pode ser de dois tipos: Secundária, que é a mais freqUente, provocada por cálculos que passam da vesícula para o canal biliar; e Primária, que ocorre quando o cálculo (pedra) forma-se, desde o início, no próprio canal, devido à obstrução com infecção do mesmo.

Os sintomas da coledocolitíase são dor no lado direito do abdômen (barriga) associada a vômitos freqUentes e, Ã s vezes, icterícia (olhos e/ou pele amarelados). As suas principais conseqUências são colangite (infecção da bile no canal biliar) e pancreatite (inflamação aguda do pâncreas, uma glândula do aparelho digestivo). O tratamento consiste basicamente na retirada do(s) cálculo(s) do canal biliar. Pode ser por cirurgia ou por método de endoscopia, com extração do(s) cálculo(s) (ou pedra). A cirurgia, atualmente, pode ser feita com pequenas incisões no abdômen proporcionando recuperação mais rápida do paciente. Esta é a Videolaparoscopia.

A Coledocolitíase deve ser sempre tratada, principalmente para evitar suas conseqUências, Ã s vezes, fatais.

Mais artigos de Felipe Antônio Rocha

  • 1