A- A+

Artigos Médicos

Flávia Cristina F. Pimenta

Flávia Cristina F. Pimenta

CRM-PB: 3688 Especialidade: Hematologista

Doe sangue, compartilhe a vida

Publicada em 28/06/2019 às 18h

Doar sangue é um ato de amor e solidariedade. Cada doação pode salvar a vida de até quatro pessoas. Idealmente, a comunidade deveria ter o hábito de realizar doação regular de sangue, compreender que existe a chance de, subitamente, alguém próximo necessitar de uma transfusão sanguínea e que quanto mais pessoas saudáveis participarem da ação de doação a possibilidade de ofertar hemocomponentes com segurança cresce.

Até o estágio atual da ciência, o sangue não possui substituto, sendo, portanto, essencial a disponibilidade do doador que, de forma autônoma e não remunerada, compartilha parte do seu tecido sanguíneo em demonstração clara de amor ao próximo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), somente em 62 países do mundo a oferta de sangue é atendida em sua totalidade, de maneira gratuita e voluntária. Para efetivar a doação, o doador deve ter boa condição de saúde, ser maior que 16 anos e pesar mais que 50kg.

As transfusões de sangue e produtos derivados sanguíneos contribuem para salvar milhões de vida todos os anos. Doar sangue é um gesto voluntário, altruísta e não remunerado, onde verdadeiramente o doador de sangue “faz o bem sem olhar a quem”.