A- A+

Artigos Médicos

Maria do Desterro Leiros da Costa

Maria do Desterro Leiros da Costa

CRM-PB: 2649 Especialidade: Neurologista

Revisitando as metas

Publicada em 25/10/2019 às 18h

Mais uma vez nos assustamos com a constatação de que o ano está voando e que o tempo está escorrendo pela ampulheta, na sua rigorosa cadência, indiferente à perplexidade dos nossos olhos e à nossa vã aspiração de controlá-lo. Parece que foi ontem que 2019 começou! No seu alvorecer fizemos planos, estabelecemos metas e renovamos energias para cumpri-las.

 

Aí, quase terminando outubro, acordamos meio atordoados com a sensação que não demos tanto tempo assim ao cumprimento dessas metas - principalmente àquelas voltadas para termos mais tempo para nós mesmos e para os que amamos. Nossos compromissos, sempre eles, com suas ditatoriais exigências e seus prazos inegociáveis,roubaram dos nossos sonhos os seus devidos tempos e das nossas vivências, suas merecidas

oportunidades.

 

Para o nosso consolo, ainda restam algumas semanas até 2019 terminar. Ainda dá tempo para uma viagem, um encontro e alguma celebração. Para isso, vamos nos insurgir contra os boicotes ao que dá sentido à vida e não vamos desperdiçar essas preciosas semanas restantes. Afinal, como disse a colega Cláudia Quintana, dos Cuidados Paliativos: “terem desperdiçado as oportunidades de darem tempo aos seus amados, são os grandes arrependimentos dos seus pacientes”.

 

Eu fiquei a pensar: ainda dá tempo! Vamos compartilhar um pouco do que podemos da vida com as pessoas que nos fazem bem. Sem cerimônias, vamos pedir licença à pressa para contemplarmos as belezas ao nosso redor - muitas tão fugazes quanto nós. Mais do que lutar contra o tempo, vamos fazer as pazes com ele, nos reconciliar com o seu jeito de ser e nos maravilhar com o mistério que o cerca.

 

Ainda dá tempo.