A- A+

Artigos Médicos

Marília Aranha

Marília Aranha

CRM-PB: 9602 Especialidade: Dermatologista

Como cuidar da pele no inverno?

Publicada em 09/08/2019 às 18h

No inverno, devido às baixas temperaturas e a diminuição da umidade relativa do ar, ocorre menor transpiração. Esses fatores levam ao ressecamento da pele. Os banhos quentes e demorados, além do uso excessivo de sabonetes e esponjas, também contribuem para o ressecamento devido à remoção excessiva da oleosidade natural produzida pela pele.

Nesta época, também é comum as pessoas passarem a ingerir menos água e outros líquidos, agravando ainda mais a desidratação. A pele ressecada se torna mais frágil, susceptível a infecções e a lesões inflamatórias que provocam coceira. Uma pele hidratada é elástica e macia, além disso, possui maior resistência a infecções e outras agressões externas.

Dicas importantes para manter a pele hidratada e saudável:

- Ingerir muita água, em média 2 litros por dia, ajuda a manter uma boa hidratação da pele;
- Tomar banhos rápidos e com temperatura agradável, porém não muito quente;
- Evitar uso de esponjas ou escovas durante o banho (além de removerem a oleosidade de forma excessiva, podem provocar escoriações e constituir verdadeiros meios de cultura para bactérias e fungos);
- Usar um bom hidratante logo após o término do banho, com a pele ainda úmida, o que facilita a absorção;
- Usar o protetor solar diariamente (a exposição da pele ao sol sem protetor facilita sua desidratação).

É importante salientar que pessoas com pele oleosa e acnéica também precisam usar hidratantes, porém nas versões livres de óleos. Devido a menor incidência de radiação ultravioleta e menor exposição da pele ao sol, o inverno é também o melhor momento para realizar procedimentos dermatológicos, como peelings e laser. A pele é o maior órgão do corpo humano, cuide dela com carinho no inverno. E lembre-se que a consulta ao dermatologista deve sempre fazer parte do check up anual.