Artigos Médicos

Carta aberta a um fumante

Publicada em 31/05/2009 às 00h

Prezado tabagista,

Hoje, 31 de maio, o mundo inteiro comemora o Dia Internacional de Combate ao Tabagismo, uma oportunidade muito especial para reflexões.

É dia de lembrar do cansaço fácil, do pigarro insistente, da tosse persistente. Momento de pensar em trocar o prazer fugaz da fumaça do cigarro pela alegria dos amigos, a felicidade da família e o bem-estar de sua saúde. Dia, enfim, de tomar a decisão de parar de fumar. Não, não é obrigado a largar o cigarro agora. Estabeleça apenas uma data, de preferência vinculada ao aniversário de um ente querido, e dê esse presente a você mesmo.

Não, meu caro tabagista, não me venha com essa história de que não consegue se separar desse vício. Isso é coisa de 15 anos atrás quando não existiam o chiclete que libera a mesma nicotina do cigarro; o adesivo nicotinizado, que inibe os sintomas da Síndrome de Abstinência da Nicotina; a Bupropiona, um antidepressivo que libera a dopamina, substância responsável pelo bem-estar do fumante; e a Vareniclina, que deixa sua vontade de fumar no chão.

Não se conhecia também a Abordagem Cognitivo-Comportamental, trabalho de grupo conduzido por um médico, enfermeira, psicóloga e nutricionista, recomendado pelo Ministério da Saúde e capaz de recuperar seis em cada grupo de dez tabagistas que se submetem a esse método.

A eficácia dessa abordagem está na sua capacidade de romper com todo envolvimento psico-emocional característico da dependência à nicotina. É importante também que você saiba que a junção desse método com o tratamento medicamentoso eleva para quase 100% sua chance de abandonar o vício.

Falando objetivamente, parar de fumar ficou muito fácil e esse domingo é um dia todo especial para você tomar a mais importante decisão de sua vida. Os colegas de trabalho vão gostar, os amigos vão comemorar, a família vai vibrar e sua qualidade de vida vai agradecer. Um forte abraço!
Sebastião de Oliveira Costa

Sebastião de Oliveira Costa

CRM-PB: 1630

Especialidade: Pneumologia

Mais artigos de Sebastião de Oliveira Costa