A- A+

Blog da Saúde

Cuidados com a saúde no verão; siga as orientações e proteja sua família

Publicada em 13/01/2020 às 07h
Cuidados com a saúde no verão; siga as orientações e proteja sua família

Verão é sinônimo de calor, férias, temporada de banhos de mar, cachoeira ou à beira da piscina. Mas, ele também pode provocar alguns incômodos típicos da época, se você não tomar alguns cuidados. Confira aqui os mais comuns, para que você previna e proteja você e sua família.

MICOSE

Muito comum no período de verão, pois o calor e a umidade são condições ideais para a proliferação desses fungos, que crescem e se reproduzem quando o corpo entra em contato com micro-organismos que podem ser encontrados na terra, na areia, nos animais, em superfícies úmidas como banheiros de piscina, praia e públicos, e ainda na própria pele. Esses fungos dão origem à micose que consome a queratina presente, principalmente, na superfície da pele e das unhas.

Prevenção: mantenha a pele limpa, seca e, sempre que possível, arejada. Após o banho, seque muito bem as dobras e entre os dedos dos pés. Evite contato com superfícies úmidas, estando sempre calçado.

QUEIMADURA DE ÁGUA VIVA

Quando a substância química expelida pela água viva entra em contato com a pele, provoca uma queimadura que, dependendo da profundidade, pode ser muito grave, levando a uma inflamação com bolhas, necrose e até cicatriz. Além disso, essa queimadura pode causar uma alergia em forma de urticária, edema de glote ou até choque anafilático.

Prevenção: nunca mexer com esse animal do mar e, se houver grande quantidade numa praia, não entre na água. Também é importante ficar atento à superfície da água, pois ele flutua nesse local.

CANDIDÍASE

Causada por um fungo e, normalmente, associada a um corrimento branco e leitoso que causa muita coceira na região genital, aliviada apenas com medicação indicada por um médico. É muito comum em mulheres com imunidade baixa ou que apresentam má higiene íntima. Também é frequente naquelas que usam roupas apertadas e justas nas épocas mais quentes, ou então permanecem com o mesmo biquíni ou maiô por longos períodos. Tudo isso deixa a região genital quente e abafada, propícia para o aparecimento do corrimento.

Prevenção: para se ver longe da doença, é preciso ter bons hábitos de higiene, não usar calcinha de lycra, apenas de algodão, e não deixar maiô ou biquíni secando no corpo.

DESIDRATAÇÃO

Ao ficar muito tempo exposto ao sol, o calor do organismo também aumenta e o corpo libera água em forma de suor para controlar a temperatura. Se não houver uma reposição adequada, o corpo desidrata. Essa perda de água do organismo é tão grande que, segundo os médicos, pode chegar a ponto de afetar as funções fisiológicas. Os principais sintomas são sede intensa, indisposição, dor de cabeça e até desmaio.

Prevenção: não espere sentir sede para tomar água. Antecipe a hidratação, bebendo bastante água, água de coco e suco. Ofereça mais água às crianças e aos idosos. Evite a exposição ao sol por longos períodos e o consumo de bebida alcoólica.

INSOLAÇÃO

Longos períodos de exposição ao sol principalmente sem a proteção adequada e nos horários onde a radiação solar é ainda maior pode levar ao mal-estar que pode vir acompanhado de sonolência, tontura, febre e queimaduras de pele.

Prevenção: evite se expor ao sol entre 10 e 16 horas, beba muito líquido ao longo do dia, use filtros mecânicos, como boné, camisetas e protetor solar com FPS 30, no mínimo, repondo a cada três horas ou após sair da água.

INTOXICAÇÃO ALIMENTAR

Ocorre quando se consome algum alimento mal preparado ou quando ocorre a degradação desse alimento, concentrando ali bactérias ou vírus que causam náuseas, vômito, diarreia, febre e dor abdominal. Embora seja incômodo, após 24 horas, os sintomas começam a desaparecer.

Prevenção: lave as mãos antes das refeições, faça as suas refeições somente em locais onde possa avaliar antes as condições de higiene e evite consumir alimentos que possam estar muito tempo fora de refrigeração.

VIROSE

Muito comum no verão, é uma infecção aguda por vírus que invade qualquer parte do corpo, como uma infecção intestinal, por exemplo. Ela pode ser provocada pelas más condições de preparo ou acondicionamento dos alimentos, como pelas condições de higiene do local, dos utensílios e até de quem prepara os alimentos. Os sintomas, porém, são mais intensos e, em alguns casos, é necessário procurar um hospital para receber a medicação adequada.

Prevenção: evite comer em locais onde há grande aglomeração de pessoas, não consuma alimentos crus, bebidas destiladas (elas desidratam mais facilmente e podem deixar o organismo mais vulnerável à virose) e só beba água mineral.

Com informações da Unimed do Brasil

 

Jampa Saúde com novidades neste mês de janeiro; saiba o que é

Publicada em 09/01/2020 às 07h
Jampa Saúde com novidades neste mês de janeiro; saiba o que é

O Jampa Saúde, projeto da Unimed João Pessoa que incentiva a prática de atividade física e adoção de hábitos saudáveis, começa o ano com uma novidade: durante este mês de janeiro, nas terças e quintas-feiras, sai a zumba e entra o RitBox. 

O Ritbox é um programa de treino ritmado e os benefícios para quem pratica são muitos. Essa modalidade proporciona ganho de massa, queima de gordura, definição muscular, força, fortalecimento, resistência e muita diversão.

COMO PARTICIPAR

As atividades do Jampa Saúde acontecem nas terças, quintas e sábados, na Praia do Cabo Branco (final da Avenida Beira Rio), sempre acompanhadas por profissionais da área de educação física, que dão todas as orientações aos praticantes. O Jampa é organizado pelo Setor de Promoção da Saúde da Unimed João Pessoa.

Ficou interessado em participar do Jampa? Basta comparecer nos dias de atividade. É gratuito e aberto ao público, mesmo para quem não é cliente da Cooperativa. A única exigência é que para praticar o RitBox ou treino funcional, é necessário um atestado de aptidão física, fornecido por um clínico geral ou cardiologista.

CALENDÁRIO DE JANEIRO

Treino Funcional - Terças e quintas,das 17h às 19h/ Sábados: 6h às 8h

·A orientação é que o participante chegue uma hora antes do encerramento do treino funcional para que possa fazer o circuito completo.

·São oferecidos dois circuitos: um para iniciantes e outro para quem pratica o treino regularmente.

RitBox - Terças, das 17h às 18h/ Quintas,  das 17h às 18h

Serviços de saúde - Sábados, das 6h às 8h

·Os serviços de saúde incluem aferição da pressão arterial, teste de glicemia e verificação do Índice de Massa Corporal (IMC).

Para saber mais sobre o Jampa Saúde, acesse aqui.

 

 

Conheça os grupos de educação em saúde oferecidos pela Unimed JP

Publicada em 08/01/2020 às 07h
Conheça os grupos de educação em saúde oferecidos pela Unimed JP

Cuidar da pessoa, promovendo ações voltadas para o bem-estar e a qualidade de vida, prevenindo o aparecimento de doença. É com esse propósito que a Unimed João Pessoa oferece, gratuitamente aos clientes, grupos de educação em saúde para ajudá-los nas escolhas saudáveis.

Seis grupos fazem parte das ações de Promoção da Saúde da Cooperativa. São eles: Mãe e Bebê, 60 + Feliz, Equilíbrio do Corpo, Inspire Saúde, Conexão com Você e Saúde na Medida (veja abaixo o que cada um oferece). 

Exclusivos para os beneficiários, os grupos abordam temas específicos, compartilhando informações e experiências em sessões periódicas. Neles, os participantes contam com a orientação de profissionais qualificados, compartilham experiências e se sociabilizam. 

Além das reuniões, ainda são oferecidas atividades extras em cada um dos grupos, como oficinas de Amamentação, Cuidados com o Bebê, Mitos e Verdades dos Alimentos, Papinhas e Sexualidade. Todas as ações são realizadas no Viver Melhor, um espaço estruturado especificamente para essa finalidade.

COMO SE INSCREVER

Para saber mais ou se inscrever em um dos grupos de educação em saúde e nas oficinas, os clientes podem acessar o Portal Unimed JP, na seção Viver Melhor. Se preferir, CLIQUE AQUI.

Caso prefira, pode ligar para os telefones 2106-0430 e 3506-8700. Há ainda a possibilidade de se inscrever presencialmente no Viver Melhor, que fica na Avenida Bento da Gama, nº 396, Torre (antiga Aliança Francesa, próximo à sede da Unimed João Pessoa). Sempre das 7h às 18h, de segunda a sexta-fera.

ESCOLHA UM DELES

Conheça os grupos de educação, veja em qual deles você se encaixa e participe.

 

Conheça melhor os benefícios que a dança pode trazer para sua vida

Publicada em 25/11/2019 às 07h
Conheça melhor os  benefícios que a dança pode trazer para sua vida

Para as crianças, a música é praticamente um convite instantâneo para dançar; para muitos jovens e adultos, a dança é a escolha acadêmica e torna-se uma profissão ou então é eleita como uma boa atividade de lazer; já para os idosos é uma oportunidade de aliar bem-estar e convívio social. Mas o fato é que a atividade traz benefícios para a saúde de pessoas de todas as faixas etárias. Isso mesmo, corpo e mente saem ganhando quando a dança entra para a rotina.

Há diversas pesquisas científicas que associam as vantagens de movimentar o corpo embalado por um ritmo musical à prevenção de doenças e à melhoria no quadro clínico, quando já há um problema de saúde instalado.

Colocar o corpo para mexer ao som de uma música agradável melhora o sistema cardiovascular, aumenta o fluxo sanguíneo, favorece a respiração correta e também ajuda nas defesas do organismo. Os efeitos positivos não param por aí. Conheça melhor os principais benefícios que a dança pode trazer para sua vida e sua saúde. Aí, é só escolher o ritmo.

 

BOA PARA MEMÓRIA

Os movimentos realizados no decorrer de uma dança trazem uma série de efeitos benéficos para o cérebro. As mudanças de movimento que ocorrem na atividade impactam positivamente o hipocampo, que é a área do cérebro que armazena as memórias, e ainda ajudam a aprimorar o equilíbrio. Decorar coreografias ou a simples sequência de passos e movimentos trabalha a memória. Algumas modalidades, como dança de salão, são indicadas também para melhoria da coordenação motora e para a concentração. Para os idosos, a prática é sugerida para melhorar a função cognitiva.

 

COMBATE À DEPRESSÃO

Quando a pessoa se envolve com a dança, é quase imediata a elevação da autoestima e a sensação de bem-estar. Os movimentos da atividade são um importante aliado no combate à depressão. Isso porque, durante a dança, são liberados neurotransmissores ligados justamente à sensação de bem-estar, motivação e prazer. Uma pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) mostrou que a dança favorece a regeneração das células cerebrais. Além disso, a socialização atrelada a todos os tipos de dança também ajuda a prevenir e combater o transtorno depressivo.

 

MELHORA A POSTURA

Postura ereta é praticamente um pré-requisito para qualquer estilo de dança. O fato de se policiar para estar sempre olhando para a frente com o rosto na posição certa, sem deixar o queixo próximo do pescoço (o que hoje é tão comum por causa do uso do celular), é um impulso para manter a coluna na posição correta. Com a prática, a coluna cervical e a região lombar são bastante beneficiadas e com isso as dores ficam de lado. E tem mais: o cuidado nas aulas ou ensaios de dança favorece a consciência corporal e pode ser transferido para o cotidiano. Como consequência, naturalmente a postura melhora.

 

TONIFICA OS MÚSCULOS

Os músculos das costas são bastante trabalhados na dança, independente do ritmo escolhido, o que faz com que eles se fortaleçam e as dores fiquem no passado. Mas, não são apenas eles os beneficiados. Em todo movimento da atividade, um ou mais grupos musculares são trabalhados. Balé, zumba e street dance, por exemplo, ajudam a tonificar o corpo todo.

 

PERDE CALORIAS

Colocar o corpo para se movimentar é uma das formas mais indicadas para combater o sedentarismo e preservar a saúde. Assim como outras atividades – entre elas a ginástica funcional, natação e corrida –, a dança é responsável pela queima de calorias. Há variações entre as modalidades e a frequência. Na dança de salão, por exemplo, são eliminadas em média 300 calorias por hora de movimentação. Já a zumba permite que até mil calorias sejam queimadas em uma hora de aula.

 

Xô, procrastinação: saiba como se organizar para ter qualidade de vida

Publicada em 20/11/2019 às 07h
Xô, procrastinação: saiba como se organizar para ter qualidade de vida

Quem nunca adiou um trabalho até o limite e, depois, teve de controlar o tempo e a ansiedade para dar conta de conseguir entregá-lo no prazo, que atire a primeira pedra. Com tantos compromissos ao longo do dia, é normal que as pessoas deem prioridade àquelas tarefas mais fáceis e práticas e prorroguem a mais complexa de ser cumprida.

A questão se torna um problema crônico, para não dizer uma bola de neve, quando todas as atividades difíceis vão sendo procrastinadas. Pois aí, além da pressão que vai aumentando, esses adiamentos podem interferir também na sua saúde.

O mesmo acontece quando as pessoas passam o dia inteiro trabalhando e, no fim, parece que não fizeram nada, pois não conseguiram finalizar nem um terço do que era combinado. Em ambos os casos, segundo os especialistas, existe a necessidade de um bom planejamento para otimizar o tempo e dar conta de todas as atribuições do trabalho, até para ter mais qualidade de vida.

FALTA DE PLANEJAMENTO PODE LEVAR A DOENÇAS

A constatação de que não se é capaz de dar conta de tudo pode gerar uma grande frustração e acabar provocando sintomas, como cansaço excessivo, baixa autoestima, desânimo. E logo os sinais de doenças físicas também tendem a aparecer: dor de cabeça, hipertensão, gastrite. Tudo isso leva à reflexão de que é preciso se organizar melhor. Segundo especialistas, com o volume de informações que recebemos o tempo todo, além das facilidades tecnológicas, é muito fácil perder o foco. Por isso, para aproveitar melhor o seu dia, o primeiro passo é fazer um planejamento e anotar todos os compromissos em um único lugar.

SIGA AS DICAS

Estabeleça metas. Trace um plano de tarefas que você tem que cumprir, e detalhe tudo que precisa ser feito. Assim, você economiza tempo e não fica parado pensando em qual caminho seguir.

Não deixe para depois. Esse hábito precisa ser mudando o quanto antes. Faça o possível para não adiar os seus compromissos. Em vez disso, planeje-se para fazer o necessário no prazo determinado.

Organize o seu local de trabalho. Executar as tarefas em um ambiente bagunçado pode ser um grande empecilho para você focar e produzir mais. Deixe o seu espaço, a sua sala e, principalmente, a sua mesa em ordem. Mantenha apenas o que é necessário para a execução das suas tarefas. Isso ajudará a prestar atenção apenas no que é importante.

Desconecte-se. Se você não precisa usar a internet para realizar uma tarefa, desplugue-se do que pode desviar a sua atenção. Dessa forma, você não terá o impulso de ficar no WhatsApp ou passeando pelo Instagram ou Facebook, enquanto o trabalho fica na espera.

Comece o dia realizando tarefas menores, de rápida conclusão. Assim, você terá tempo e energia para as atividades mais complexas e demoradas.

Faça uma coisa de cada vez. Precisou interromper uma tarefa? Conclua a outra mais urgente primeiro e, só depois, volte para a anterior. Quem tenta fazer tudo de uma vez, perde de 10 a 15% do seu tempo.

Não abrace o mundo com as mãos. Essa atitude pode atrapalhar bastante o seu desenvolvimento. Tenha em mente que, dificilmente, você conseguirá fazer tudo sozinho. Portanto, delegue funções e se livre das tarefas que não lhe pertencem, fazendo apenas o que está associado à sua função.

Bloqueie a agenda. Se você tem uma atividade importante para ser feita, mas que não é urgente, marque na agenda para realizá-la. Reserve como se fosse uma reunião com tempo para começar e terminar.

Com informações da Unimed do Brasil