Unimed João Pessoa

Notícias

Como o uso do prontuário eletrônico muda a realidade de um hospital

A- A+
Publicada em 08/09/2020 às 07h
A enfermeira utiliza aplicativo para acessar as informações sobre os exames da paciente A enfermeira utiliza aplicativo para acessar as informações sobre os exames da paciente

O mundo está cada vez mais digital, e a redução do uso do papel tem sido cada vez mais significativa. Isso acontece não só pela modernização dos processos, mas também pela preocupação com a sustentabilidade. Aplicativos, programas eletrônicos e outras inovações têm mudado a realidade dos hospitais, não só facilitando o dia a dia das equipes de trabalho, como ajudando em causas importantes, como a do meio ambiente.

Imagine se uma única empresa deixasse de usar mais de 10 milhões de folhas de papel em dois anos, depois de implantar um programa eletrônico? Isso geraria não só benefícios ambientais, com a preservação de mil árvores e os milhares de litros de água economizados na produção de papel, mas também vantagens para os hospitais que o utilizam.

Esse projeto existe e já é usado pela Unimed João Pessoa nos seus hospitais próprios: trata-se do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP). Desde que implantou esse sistema, a Cooperativa tem eliminado quase que completamente a impressão de papel, da entrada do paciente no hospital até o momento da sua alta.

SOLUÇÕES

O PEP vai além da sustentabilidade e preservação do meio-ambiente. No caso dos hospitais, ele possui soluções que permitem agilizar processos de atendimento e aumentar a segurança dos clientes.

Para os pacientes dos Hospitais Alberto Urquiza Wanderley e Moacir Dantas - unidades próprias da Unimed JP - traz muitas vantagens por impactar diretamente no atendimento. A utilização do prontuário eletrônico deixa todo o processo mais rápido, pois, com alguns cliques os profissionais de saúde o são capazes de entrar e recuperar o dado do paciente rapidamente, agilizando diagnósticos e a tomada de decisão.

O sistema permite o acesso a guias de internação, relatórios médicos, histórico de atendimento e demais documentos emitidos eletronicamente, seja da internação atual ou antiga. Tudo isso com segurança da informação garantida, pois todos eles usam uma assinatura eletrônica, dando mais clareza e legibilidade ao documento, sem deixar de lado a validade jurídica.

Utilizar o PEP para o atendimento possibilita ainda que sejam checados eletronicamente, dentro do apartamento do paciente, o resultado de exames e a medicação que será utilizada. Isso da mais segurança, pois funciona como uma espécie de barreira para evitar erros hospitalares.

NOVAS TECNOLOGIAS

Os hospitais próprios da Unimed João Pessoa - maior plano de saúde do Estado - utilizam, também, um aplicativo que dá mais segurança para o paciente que precisa de transfusão de sangue, coletar exames de laboratório e doar ou receber leite materno.

Esse aplicativo, desenvolvido pela equipe de Tecnologia da Informação da Cooperativa, possibilita que os recipientes com leite, sangue e material para laboratório recebam um código de barras ou QRCode. Após escaneadas, todas as informações aparecem no telefone celular, tudo isso de forma integrada, utilizando o Prontuário Eletrônico do Paciente.

O PEP e o aplicativo fazem parte de uma série de investimentos em novas tecnologias que a Unimed JP tem feito para dar mais conforto e segurança aos pacientes dos hospitais. O gestor de Serviços Hospitalares da Cooperativa, Cleiton Moradillo, disse que o uso da tecnologia em unidades hospitalares é uma realidade e que precisa ser sempre aprimorada. “Nos hospitais da Unimed João Pessoa usamos a tecnologia para aprimorar nossos serviços, dando mais segurança e agilidade nos atendimentos. Toda essa automação que implantamos também visa a otimização de recursos, para, assim, ajudar o meio ambiente”, enfatizou.