Unimed João Pessoa

Notícias

Estimule a cooperação entre as pessoas; confira dicas e contribua

A- A+
Publicada em 12/07/2019 às 10h52
Visita a instituição que abriga idosos ou crianças para contar história proporciona bem-estarVisita a instituição que abriga idosos ou crianças para contar história proporciona bem-estar

Sabe aquela sensação frequente de que falta tempo para dar conta de todas as atividades de casa e do trabalho? Chegar ao fim do dia com o sentimento de que as horas foram insuficientes é mais comum do que se imagina. O ritmo de vida acelerado, o tempo perdido no trânsito e a necessidade de cumprir compromissos próprios e dos filhos são algumas das razões que podem explicar tudo isso. Porém, uma das maneiras de contornar a situação é apostar na cooperação.

Contar com as pessoas da convivência para dividir tarefas e responsabilidades pode ajudar a aliviar a sobrecarga e ainda estimula uma melhor convivência, a proximidade, a empatia e até a descontração. Isso pode acontecer em casa, no trabalho e até na comunidade. Os resultados serão positivos inclusive para a saúde, para a melhoria da qualidade de vida e para o bem-estar. Veja algumas dicas para estimular a cooperação e dar um impulso a mudanças que farão diferença no dia a dia:


1 – Peça ajuda

Ao invés de abraçar sozinho todas as atividades da casa, do trabalho e do convívio entre amigos, peça ajuda. Delegue responsabilidades, divida-as e estimule a realização de tarefas entre todos. Em casa, por exemplo, até as crianças podem contribuir com pequenas atitudes. Arrumar a cama, guardar a louça, não deixar roupa jogada pelo quarto, colocar a toalha no sol, levar o cachorrinho para passear juntamente com um adulto são alguns exemplos de solicitações que podem ser feitas aos pequenos, que assim aprenderão desde cedo que todos devem fazer o seu papel. No trabalho, vale se reunir com os colegas de setor e conversar para compartilhar os afazeres em comum acordo.


 2 – Faça um cronograma

Para que a lista de tarefas não pareça infinita, vale fazer um cronograma dividindo-as de forma equilibrada ao longo da semana ou do mês. As atividades corriqueiras do trabalho, como checar e responder e-mails e fazer relatórios, não devem ser esquecidas, pois elas também demandam tempo. Em casa, divida os afazeres de forma que sobre tempo para momentos de descanso e de lazer. E se você é daqueles que se envolve em com a comunidade ou está comprometido com trabalho voluntário, considere esses compromissos na listagem para que não se sobrecarregue com atitudes que te dão prazer.


3 – Dê o exemplo

De nada adianta estimular a cooperação se você só delegar tarefas, mas não colocar a mão na massa. Mesmo tendo pessoas para ajudar a cumprir as responsabilidades, é importante inspirar os familiares, colegas de trabalho e amigos fazendo a sua parte. Estar junto nas primeiras vezes que “seus ajudantes” realizam a nova atividade também é uma maneira de impulsionar a assimilação da responsabilidade e reforçar a sensação de pertencimento à família, à equipe de trabalho e ao grupo social.


4 – Não subestime os pequenos atos

Assim como as mínimas contribuições que as crianças podem dar devem ser valorizadas, com os jovens e adultos de casa, e também entre chefes e subordinados no trabalho, até mesmo uma simples ajuda tem o seu valor e isso deve ser reconhecido. O que hoje começou com o ato de buscar um copo d’água ou levar um papel, amanhã pode se transformar em uma divisão equilibrada de tarefas.


5 – Levante a bandeira do trabalho voluntário

O programa de voluntariado da empresa, o convite dos vizinhos para fazer uma força-tarefa e limpar uma área do bairro ou condomínio para uso comum e a união dos familiares para dedicar algumas horas da semana para fazer o bem, como ajudar na distribuição de alimentos para pessoas carentes ou até a visita a uma instituição que abriga crianças ou idosos para contar histórias proporcionam bem-estar. Um estudo da Universidade de Exeter, no Reino Unido, indica que voluntariar-se ajuda a combater a depressão, reduz o estresse e ainda contribui para o aumento da longevidade.

Com informações da Unimed do Brasil