A- A+

Artigos Médicos

Jana Toscano

Jana Toscano

CRM-PB: 5365 Especialidade: Oftalmologia

Saúde da Visão

Publicada em 03/06/2019 às 11h11

Ter olhos saudáveis, conseguir ver a vida de forma plena durante todas as suas fases, é o desejo de todos. Para isso, os cuidados devem começar muito cedo. A primeira avaliação oftalmológica deve acontecer nos primeiros trinta dias de vida, com o teste do olhinho. Depois, uma nova avaliação deve acontecer aos seis meses de vida e, na sequência, anualmente. Caso alguma alteração seja detectada, o tempo de retorno e tratamento serão determinados pelo médico de forma individualizada para cada caso.É importante saber que, além das consultas de rotina com o oftalmologista, que podem identificar doenças graves e evitar perda visual, alguns hábitos devem ser adotados e outros evitados, ajudando, assim, a manter os olhos sempre cheios de vida e saúde.

O fumo está associado a problemas graves de visão, como degeneração macular, catarata e lesão definitiva de nervo óptico, podendo danificar, de forma irreversível, a acuidade visual. Portanto, além de todos os prejuízos já amplamente divulgados que o cigarro pode causar, a cegueira é mais um. Quem pretende ver bem a vida inteira deve abolir este hábito.

As mãos têm impurezas e podem levar micro-organismos e patógenos para os olhos. Portanto, deve-se evitar manipular ou coçar os olhos, pois pode causar infecções oculares, ferimentos e até doenças mais graves, como o ceratocone.

O uso excessivo de computadores e celulares têm crescido junto com o avanço tecnológico. Várias alterações oculares, como o aumento do olho seco e até da incidência de miopia já têm sido descritas. Pode-se amenizar isto, dando um intervalo do uso do computador a cada duas horas de trabalho, por cerca de 5 a 10 minutos, além de usar lubrificantes oculares e aumentar o número de piscadas. No caso de crianças, o sono, o desempenho nos estudos e até a relação entre as pessoas podem ser alteradas pelo uso cada vez maior de celulares e similares. Por esse motivo, deve-se restringir o uso destes aparelhos de acordo com a faixa etária. Até os dois anos de idade, as imagens bidimensionais das telas não são recomendadas. A partir dos dois anos pode ser permitido, por curto período, o uso de skype ou facetime. De 3 a 5 anos, até uma hora, no máximo, evitando usar a tecnologia para distrair a criança na hora do sono ou refeição. Crianças dessa idade precisam estar ativas, interagindo e conversando. Dos 6 aos 12 anos, o uso deve ser de até duas horas diárias, sempre equilibrando com atividades recreativas e ao ar livre.

É muito importante estar atento às avaliações da saúde sistêmica, pois várias doenças podem causar grandes danos à visão. Por exemplo, diabetes, artrite, hipertensão arterial, dislipidemias e síndromes metabólicas, entre várias outras. Por este motivo, a adoção de um estilo de vida saudável, com alimentação balanceada e prática de exercícios físicos, também é muito importante para uma boa saúde ocular.

Com todos esses cuidados, provavelmente, a visão será mantida com qualidade durante toda a vida e eventuais alterações serão identificadas e tratadas, evitando progressão para a cegueira. Não se deve subestimar NUNCA sintomas oftalmológicos. Mesmo tendo todos os cuidados sugeridos, caso sinta algo na visão, procure um oftalomologista imediatamente.