A- A+

Blog da Saúde

Veja a programação de cursos e oficinas da Unimed JP para setembro

Publicada em 01/09/2020 às 07h
 Veja a programação de cursos e oficinas da Unimed JP para setembro

A Unimed João Pessoa abriu inscrições para quatro grupos de educação em saúde e quatro oficinas neste mês de setembro. As atividades estão sendo realizadas no formato online e são exclusivas para clientes da Cooperativa.

As oficinas e cursos trazem orientações de profissionais qualificados e buscam ajudar os participantes a se cuidarem, com ações específicas para cada grupo, sejam gestantes, idosos, pessoas com sobrepeso, que querem ganhar mais saúde e qualidade de vida.

A programação é toda elaborada pela equipe do Viver Melhor, um espaço onde são desenvolvidas ações de promoção da saúde da Cooperativa.

INSCREVA-SE

Para se inscrever, gratuitamente, basta acessar a página do Viver Melhor, no Portal da Unimed João Pessoa, escolher o grupo ou oficina do qual quer participar, e clicar em “Inscrições Online”. Após fazer a inscrição, os clientes serão inseridos em grupos de Whatsapp, onde serão transmitidas as informações para acompanhar as atividades por meio de uma plataforma de videoconferência.

PROGRAME-SE

Grupos

Conexão com Você - A saúde mental é o mais importante neste grupo que vai auxiliar a lidar melhor com as emoções, relaxar e evitar o estresse e ansiedade. O trabalho é conduzido por psicólogo, nutricionista e educador físico. Os encontros acontecerão nos dias 15 e 22 de setembro, das 14h30 às 16h30.

Saúde da Mulher - Este é um novo espaço criado especialmente para cuidar do público feminino. Independente da idade, a mulher precisa dar atenção a si mesma. Os encontros vão incentivar as clientes a fazerem escolhas saudáveis e melhorarem a qualidade de vida com foco na prevenção. A programação se divide em três encontros nos dias 16, 23 e 30 de setembro, das 14h30 às 16h. Na oportunidade, além de receber orientações, elas podem trocar experiências e se apoiar mutuamente. O trabalho é coordenado por uma equipe interdisciplinar, formada por psicóloga, enfermeira, educador físico e nutricionista.

Equilíbrio do Corpo - O grupo é voltado para quem quer perder peso de forma saudável. Uma equipe formada por nutricionista, educador físico e psicóloga vai ajudar o usuário que tem acima de 18 anos, Índice de Massa Corporal (IMC) maior que 27 e/ou circunferência abdominal acima de 94 cm para homens e 80 cm para mulheres. Os encontros acontecem nos dias 10 e 17 de setembro, das 14h30 às 16h30.

Mãe e Bebê - As participantes terão todas as orientações para uma gestação saudável e tranquila, além de instruções sobre amamentação e cuidados com o bebê. A equipe multidisciplinar vai colaborar para preparar as participantes a cuidar com mais segurança de seus filhos. Os encontros acontecem nos dias 16 e 23 de setembro, das 09h às 11h.

Oficinas

A importância da Saúde Mental - O evento, voltado para clientes com mais de 60 anos, será no dia 9 de setembro, das 14h30 às 16h, e tem o objetivo de estimular as pessoas a se sentirem bem, com mais energia e autoestima elevada.

Praticando exercícios físicos em casa - Nessa oficina, os participantes aprendem com um profissional de educação física como praticar exercícios em casa utilizando utensílios domésticos. Será no dia 24 de setembro, das 14h30 às 16h30.

Nutrição e Diabetes em Tempos de Pandemia - Esta atividade é voltada para os clientes com mais de 20 anos diabéticos ou com pré-diabetes e ocorre no dia 29 de setembro, das 14h30 às 15h30. Neste encontro, será possível entender como a alimentação pode ser aliada ao fortalecer o sistema de defesa do corpo.

Cidados com o bebê - No dia 30 de setembro das 09h às 11h, esta oficina vai ajudar com os primeiros cuidados com o bebê. De uma forma lúdica, os especialistas pretendem deixar os pais mais confiantes para segurar o bebê, dar banhos, trocar fraldas, até lidar com problemas como engasgo e assaduras.

SERVIÇO

Inscrições gratuitas: Clique aqui para acessar a página do Viver Melhor

Telefones: 2106-0430 / 3506-8700

Você fuma? Veja quais os benefícios de parar com esse hábito nocivo

Publicada em 28/08/2020 às 07h
Você fuma? Veja quais os benefícios de parar com esse hábito nocivo

Se você quer parar de fumar e precisa de um incentivo, saiba que largar o cigarro traz benefícios imediatos e a longo prazo. Vinte minutos depois que a pessoa larga o cigarro, a pressão sanguínea e a pulsação já voltam ao normal. Dez anos depois, o risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram. O esforço vale a pena. E para lembrar a população sobre os riscos do cigarro para a saúde será celebrado neste sábado (29), o Dia Nacional de Combate ao Fumo. 

Os números comprovam os malefícios para quem fuma. A Organização Mundial da Saúde aponta que o tabaco mata mais de 8 milhões de pessoas por ano, de acordo com dados de 2020. Mais de 7 milhões dessas mortes são decorrentes do uso direto desse produto, enquanto cerca de 1,2 milhão é o resultado de não-fumantes expostos ao fumo passivo.

ALERTA
Neste cenário, o pneumologista Sebastião Costa, médico cooperado da Unimed João Pessoa, alerta que o cigarro é um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento de enfisema pulmonar, infarto do miocárdio e câncer de pulmão. “Muitas vezes é um problema silencioso e quando o paciente descobre já está em estado avançado. A minha indicação é uma revisão periódica do pulmão para evitar sustos”, orienta o pneumologista.

A lista de substâncias nocivas encontradas na fumaça do cigarro é longa. “Existem mais de 60 substâncias cancerígenas na fumaça que também estão relacionadas a 30% de todos os tipos de câncer no corpo humano”, ressalta o médico, que é presidente do Comitê de Tabagismo da Associação Médica da Paraíba, do qual a Unimed JP faz parte.

FORÇA

O tabagismo consiste em duas dependências: física pela nicotina e psicossocial relacionada a ansiedade e depressão. Segundo o médico, a primeira iniciativa para parar de fumar é a decisão e a força de vontade. A segunda, buscar ajuda de um especialista para auxiliar neste processo. “O tratamento é feito com abordagem cognitiva e comportamental e medicação. Com junção das duas abordagens, praticamente 100% das pessoas param de fumar”, explica.

Reduzir gradativamente o número de cigarros, aumentar o tempo de um para o outro, escovar os dentes ou mascar gengibre são algumas recomendações que o pneumologista Sebastião Costa indica para quem quer largar de vez o cigarro.

VIVER MELHOR

Para estimular ainda mais a melhorar a qualidade de vida, veja alguns benefícios de deixar de fumar com efeitos de curto, médio e longo prazos:

•    Após 20 minutos, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal.

•    Após 2 horas, não há mais nicotina circulando no sangue.

•    Após 8 horas, o nível de oxigênio no sangue se normaliza.

•    Após 12 a 24 horas, os pulmões já funcionam melhor.

•    Após 2 dias, o olfato e o paladar já percebem mais os cheiros e sabores.

•    Após 3 semanas, a respiração se torna mais fácil e a circulação se recupera

•    Após 1 ano, o risco de morte por infarto do miocárdio é reduzido à metade.

•    Após 10 anos, o risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram.

Por que desenvolvemos intolerância alimentar? Veja o que dizem médicos

Publicada em 21/08/2020 às 07h
Por que desenvolvemos intolerância alimentar? Veja o que dizem médicos

A intolerância alimentar é uma desordem causada pela carência de enzimas capazes de absorver os açúcares de determinados alimentos que são ingeridos.De acordo com a gastroenterologista pediátrica da Unimed João Pessoa, Andréa Gondim, a quantidade de pessoas com este tipo de distúrbio está aumentando, principalmente em relação à lactose.

“São fatores determinantes, além da predisposição genética, a exposição durante a vida, uso de medicamentos, infecções e inflamações e principalmente em uma dieta predominantemente láctea como a nossa”, explica a gastroenterologista.

A médica esclarece ainda que a intolerância é uma reação adversa à comida e não envolve o sistema imunológico, diferente da alergia, onde a substância é tida como invasora. “Na intolerância, os sintomas são reservados ao sistema digestivo, com dor abdominal, diarreia, náuseas e outros. Na alergia, às vezes, só o fato de tocar ou ingerir pequenas quantidades pode manifestar sintomas como espirros, coceira, coriza e outros”, enfatiza.

CEDO DEMAIS

A especialista alerta para o fato de as crianças apresentarem cada vez mais cedo a intolerância e considera a relação com a falta de aleitamento materno. “O diagnóstico é feito por meio de teste respiratório, coleta de sangue e, em último caso, o genético. O tratamento busca diminuir o teor de lactose na dieta. A evolução é tolerar a proteína”, explica. Ela ainda destaca que a restrição deve ser trabalhada desde a infância para formar adultos conscientes de sua patologia. “Além de medicamentos, é preciso uma boa educação alimentar e trabalhar a construção de bons hábitos”, reforça.

Segundo o gastroenterologista da Unimed JP, Heraldo Arcela, a incidência da intolerância à proteína do leite na fase adulta é baixa, mas pode ser definitiva caso não haja um acompanhamento desde a infância. Apesar disso, o médico tranquiliza e aponta que o consumo do leite não traz complicações para o organismo. “Ele pode desencadear reações como cólicas, gases, mas naturalmente não tem muito prolongamento. Há também suplementos à base da enzima para pessoas com deficiência que tem avidez por produtos lácteos”, orienta.

ALERTA

Pessoas que têm reação adversa ao glúten podem perder as estruturas que permitem a absorção dos nutrientes, chamadas de vilosidades intestinais. O médico aponta que os celíacos podem ter o sistema imunológico afetado, além de ser uma condição associada a outros problemas como o diabetes tipo 1. “A exposição termina desencadeando processo inflamatório e uma das consequências é o emagrecimento, além de carências de vitaminas e até osteoporose precoce. Quem não cuida e não respeita a dieta, com o passar dos anos pode ter complicações até associação com câncer do intestino, linfoma e carcinoma”, alerta. 

Unimed João Pessoa cria grupo com foco na saúde e bem-estar da mulher

Publicada em 13/08/2020 às 07h
Unimed João Pessoa cria grupo com foco na saúde e bem-estar da mulher

A Unimed João Pessoa, que tem como marca registrada o cuidado e o bem estar, criou um novo grupo de educação em saúde voltado para o público feminino. Trata-se do Saúde da Mulher, uma iniciativa que tem como objetivo ajudar as clientes, a partir dos 18 anos, a melhorar a qualidade de vida com dicas de prevenção e adoção de hábitos saudáveis.

A primeira turma será iniciada no dia 16 de setembro, das 14h30 às 16h30, e terá o formato online. As inscrições para participar da atividade começam nesta quinta-feira (13) e vão até 15 de setembro (confira abaixo como fazer). As outras reuniões estão marcadas para os dias 23 e 30 de setembro.

ENCONTROS

Serão três encontros onde as integrantes vão receber orientações sobre prevenção do câncer de mama, de útero e de intestino, por exemplo, e, ainda, como adquirir bons hábitos, autocuidado, entre outros. Além disso, o grupo funciona como espaço em que as mulheres poderão apoiar-se mutuamente e trocar experiências.

Os temas das reuniões vão abordar cuidado com as mamas; autoestima e empoderamento; colo do útero: cuidados que toda mulher precisa saber para uma vida saudável, entre outros.

Assim como os demais grupos de educação em saúde - Mãe e Bebê, 60 + Feliz, Conexão com Você, Inspire Saúde, Equilíbrio do Corpo e Saúde na Medida -, o Saúde da Mulher também conta com uma equipe interdisciplinar, formada por psicóloga, enfermeira, educador físico e nutricionista.

COMO PARTICIPAR

Para fazer fazer parte do Grupo Saúde da Mulher, basta acessar a seção Viver Melhor no Portal Unimed JP (Clique aqui), depois buscar o Grupo Saúde da Mulher - e clicar em inscrições online. Após isso, a participante será inserida em um grupo de WhatsApp e receberá informações para acessar a plataforma onde serão transmitidos os encontros, em tempo real, por videoconferência.

SERVIÇO

Grupo Saúde da Mulher

Inscrições gratuitas: Clique aqui 

Telefones: 2106-0430 / 3506-8700

 

Unimed JP preparou playlists para você relaxar ou se exercitar

Publicada em 10/07/2020 às 08h
Unimed JP preparou playlists para você relaxar ou se exercitar

Para as pessoas aproveitarem os momentos em casa com mais tranquilidade e leveza, a Unimed JP criou um canal na plataforma Spotify. A ideia é inspirar os ouvintes em diferentes situações do dia a dia e tornar as atividades cotidianas mais prazerosas, seja para começar o dia bem-humorado, para animar a atividade física ou usar durante a meditação e a leitura.

A Unimed João Pessoa montou quatro playlists. Uma delas é a “Músicas para começar o dia de bom humor”, com canções de Caetano Veloso, Vanessa da Mata, Chico César e Elis Regina. Outra sugestão é a playlist “Músicas para relaxar e se sentir bem”, com faixas de Ana Vilela, Tiago Iorc, Jason Mraz e A Banda Mais Bonita da Cidade. Já em “Músicas para ouvir se exercitando”, os ouvintes poderão conferir músicas de Luísa Sonsa, Iza, Dua Lipa e Black Eyed Peas.

Ainda há uma seleção com refrões de canções de 20 segundos para ouvir enquanto a pessoa lava as mãos seguindo as orientações de higienização da Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar a disseminação do novo coronavírus. Nesta playlist, estão faixas de Tribalistas, The Beatles, Elton John e A-Ha.

COMO ACESSAR

Para conferir as playlists, basta acessar o perfil da Unimed João Pessoa no Spotify. Clique aqui para ser redirecionado.