A- A+

Blog da Saúde

Oficina vai ensinar como cuidar bem da pele com 60 anos de idade ou mais

Publicada em 15/07/2019 às 07h
Oficina vai ensinar como cuidar bem da pele com 60 anos de idade ou mais

Cuidar da pele é buscar qualidade de vida e valorizar a autoestima, prevenindo agravos e proporcionando bem-estar. Mas, como cuidar melhor da pele na terceira idade? É isso o que mostrará a oficina “Cuidados com a pela aos 60 anos”. A atividade faz parte das ações do Grupo 60 + Feliz da Unimed João Pessoa.

A oficina abordará alguns cuidados necessários para uma pele saudável e oferecerá aos participantes uma orientação prática de limpeza facial. As inscrições já estão abertas. Para participar é muito fácil, basta, primeiro ser clientes da Unimed JP e já ter participado de alguma atividade do Grupo 60 + Feliz.

Se interessou? Então, faça sua inscrição pelos telefones 2106-0430 e 3506-8700 ou on line clicando aqui.


CONFIRA DICAS

Enquanto o dia da oficina não chega, confira algumas dicas de como cuidar da pele:

  • Evite tomar banho com água quente - Ficar muito tempo no chuveiro quente piora o ressecamento da pele do idoso. O ideal é que a água esteja no máximo morna
  • Use Hidratante - Usar hidratante fará bem para a ele, especialmente após o banho
  • Beba água - Na terceira idade, é normal sentir menos sede, mas é importante tomar água mesmo sem sentir sede. A dica é tomar pelo menos dois litros por dia
  • Use filtro solar - Usar filtro solar é muito importante, mas o uso de bonés, viseiras e óculos de sol também é indicado
    SERVIÇO


Oficina Cuidados com a Pele aos 60 anos

Data: 12/08/2019

Horário: 8h às 12h

Local: Viver Melhor

Público-alvo: clientes da Unimed João Pessoa acima de 60 anos de idade

Doar sangue é um gesto de amor ao próximo; veja como é importante

Publicada em 08/07/2019 às 10h
Doar sangue é um gesto de amor ao próximo; veja como é importante

Doar sangue é um ato de amor ao próximo. E mais do que isso. Ao fazer esse gesto, o doador pode dar esperança de vida e de saúde para quem mais precisa: pai, mãe, irmão, amigo ou mesmo uma pessoa que você nunca viu. Não importa quem será o beneficiado, mas sim, que outras pessoas terão novas oportunidades, novas chances de recomeçar a própria vida.
 

Para isso, melhor do que fazer a doação uma vez, é tornar esse gesto um compromisso, tornando-se um doador frequente. Os estoques dos bancos de sangue de todo o País precisam estar constantemente abastecidos para atender tanto quem estiver em situação de emergência (após um acidente, por exemplo), quanto para quem necessita de sangue com frequência (pacientes internados ou em tratamento de longo período) e ainda para cirurgias.


Atualmente, segundo o Ministério da Saúde, apenas 1,8% da população brasileira doa sangue regularmente? Por ano, são coletadas cerca de 3,7 milhões de bolsas. Embora estes números estejam dentro do parâmetro definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que prevê de 1% a 3% de população doadora, há períodos do ano em que as doações caem muito, deixando os estoques de sangue praticamente vazios.

 

MOTIVOS


Confira, abaixo, alguns motivos para doar: 

  1. Uma única doação pode salvar até quatro vidas
  2. Se você está em boas condições de saúde, doe. Afinal, é uma atitude simples, rápida e segura que pode ajudar até quatro pessoas. Vale lembrar que, quando alguém precisa de uma transfusão de sangue, só pode contar com a solidariedade de outras pessoas.
  3. Não existe substituto para o sangue
  4. A ciência avançou muito e fez inúmeras descobertas. Mas nenhum cientista ainda encontrou outra maneira de atender alguém que precise de sangue, além da doação. Existem alguns produtos sintéticos que podem até retardar uma transfusão, mas esse é um método paliativo e temporário, que não substitui o sangue humano.
  5. Não há risco de contrair doenças durante a doação
  6. Além de todo material utilizado durante a coleta ser esterilizado e descartável, todos os candidatos a doação são submetidos a uma entrevista clínica, onde serão avaliados os critérios de doação, conforme legislação vigente do Ministério da Saúde/Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Sendo assim, não há nenhum risco de contrair qualquer doença durante a doação.
  7. Seu organismo repõe rapidamente o sangue doado
  8. Um adulto, seja do sexo masculino ou feminino, possui em média cinco litros de sangue em seu corpo. E em uma doação são coletados no máximo 450 mililitros. Ou seja, menos de 10% de todo o sangue do seu organismo. Esse volume é reposto em 24 horas pelo organismo.

Com informações da Unimed do Brasil

Confira dicas para brincar com a criançada neste mês de férias

Publicada em 06/07/2019 às 12h
Confira dicas para brincar com a criançada neste mês de férias

As férias de julho chegaram e com elas geralmente bate aquela aflição de não saber o que fazer com as crianças que ficarão mais tempo em casa. E, para não deixá-las à frente da TV ou do celular e tablet o tempo todo, é preciso ter na manga brincadeiras estratégicas para fugir do tédio dentro de casa.
 

Antes de pensar em qualquer atividade com os pequenos, tenha certeza de uma coisa: manter a casa arrumada vai ser difícil. De acordo com especialistas da área de educação, é preciso deixar que as crianças brinquem sem se preocupar com a bagunça. E, no final do dia, pode-se arrumar tudo com a ajuda delas. Assim, até a arrumação pode ser divertida e compartilhada. Afinal, no ambiente escolar depois das brincadeiras, a sala sempre é arrumada novamente e com a colaboração de todos.


Aproveite esses momentos, esqueça o trabalho, as coisas por fazer e se dê o prazer de brincar com os pequenos, pois mais importante do que a escolha da brincadeira é mostrar opções e disposição para se divertir com elas.


HORA DE BRINCAR


Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), para cada idade existe o interesse em aspectos específicos. No início da vida prevalece a descoberta de cores, formatos e texturas. Mais tarde, a atenção se volta para jogos complexos que envolvem habilidades físicas, imaginação, disciplina e raciocínio lógico. Pensando nisso, selecionamos sete brincadeiras lúdicas, de acordo com a faixa etária, para entretê-las enquanto passam mais tempo com você.

  • Até dois anos

Atividades na banheira ou na minipiscina

O bom de colocar a criança para brincar na banheira ou na minipiscina é que ela pode ser colocada tanto em um cômodo qualquer da casa ou no próprio banheiro. E vale adicionar bichinhos, potinhos, livrinhos de plástico e acompanhar os pequenos na banheira com água morna. Como eles adoram a água, pode ser uma excelente distração, desde que se observe a temperatura da água para não deixar muito quente e nem espere esfriar para tirá-los.

Brincadeiras no chão

Coloque uma colcha no chão, acrescente alguns brinquedos e divirta-se com a criançada. Os brinquedos educativos são muito bem-vindos e distraem por bastante tempo. Só tome o cuidado de evitar os brinquedos muito pequenos, pois nessa fase as crianças tendem a colocar tudo na boca e podem se engasgar.

  •  A partir de dois anos (mas crianças de todas as idades adoram!)

Cabra-cega

Usa-se um lenço ou tecido para vendar os olhos da criança escolhida, roda-se ela em torno de si e logo que a solta, ‘a cabra-cega’ sai tentando pegar quem está por perto. A criança que for pega será a próxima cabra. É indicado para brincar em família. Aqui, quanto mais participantes, melhor.

Pinturas

Invista na criatividade dos pequenos. Eles podem desenhar, pintar e fazer o que vier de inspiração, usando papel, lápis de cor, giz de cera e até guache para desenhos. Os pais devem se programar para acompanhá-los durante a brincadeira. Este tipo de atividade serve para todas as faixas etárias, mas cada uma vai tomar a iniciativa de fazer a sua melhor ‘obra de arte’.

  • De três a seis anos

Loja de variedades

Pegue alguns produtos vendáveis de casa, construa dinheiro de papel, já pedindo a ajuda dos pequenos para desenhar ou pintar o valor nas cédulas. Um dos participantes vende a mercadoria e os demais se fazem passar por clientes comprando o produto. Mesmo que de forma lúdica, as crianças vão aprendendo a somar, subtrair, dividir e assim administrar o dinheiro.

Jogo dos pontinhos

Em uma folha, coloque vários pontinhos. Cada jogador, com uma cor de caneta, liga um ponto ao outro até que forme um quadrado. Ganha aquele que mais formar quadrados no jogo.

  • De sete a dez anos

Stop

Categorias de palavras e letras escritas em um papel. Cada participante ganha uma folha com as categorias - animal, flor, fruta, entre outras, juntamente com as letras que deverão iniciar as palavras. Todos tentam preencher tudo e aquele que terminar primeiro grita stop. Somam-se os pontos pelos acertos e ganha quem tiver mais pontos. Mas lembre-se que jogos de memória, dominó e casinha também são boas opções para essa faixa etária e podem incluir a participação dos pais, para tornar o jogo mais competitivo e aumentar a aproximação.

Com informações da Unimed do Brasil

Dengue: fique atento aos sintomas e saiba como se proteger do mosquito

Publicada em 01/07/2019 às 07h
Dengue: fique atento aos sintomas e saiba como se proteger do mosquito

A dengue pode parecer uma enfermidade simples, mas é preciso cuidado para não se agravar. E a única forma de diminuir a incidência da dengue é evitar que o mosquito se reproduza. Para isso, pequenas atitudes, como evitar água parada em garrafas e pneus no quintal, podem fazer a diferença.

O mosquito Aedes aegypti, que também é responsável por transmitir a chikungunya  e a zika, costuma picar durante o dia nas regiões dos pés, tornozelos e pernas. Seu controle é difícil, pois seus ovos são muito resistentes e sobrevivem vários meses até que a chegada de água propicie a incubação. Os ovos dos mosquitos são normalmente depositados em locais com pequenas quantidades de água limpa e sombreados.

Os principais sintomas da dengue são febre aguda com duração de até sete dias, dores de cabeça, atrás dos olhos, musculares, nas articulações e abdominal, enjoo, prostração, indisposição, vermelhidão no corpo, que, geralmente, iniciam de uma hora para outra. Já a dengue hemorrágica se caracteriza pelo início de sangramentos nasais, gengivais, urinários, gastrointestinais ou uterinos, a partir do terceiro ou quarto dia de evolução da doença.

Previna!

  • Cubra caixas d´água, cisternas, poços e não deixe água acumulada em calhas;
  • Guarde garrafas, baldes e vasos de plantas vazios de boca para baixo;
  • Coloque copos descartáveis, embalagens, tampas e tudo que possa acumular água em sacos plásticos, feche e coloque no lixo;
  • Não deixe pneus expostos com água;
  • Use cloro em piscinas, limpe-as com frequência e cubra-as quando não estiverem em uso;
  • Limpe as bandejas externas das geladeiras e ar-condicionado;
  • Esvazie garrafas, latas, baldes e regadores;
  • Lave semanalmente os vasilhames de alimentação de animais;
  • Lave os pratinhos dos vasos de plantas e coloque areia até a borda. Evite plantas como as bromélias, que acumulam água.

Com informações da Unimed do Brasil e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Orientações para aproveitar festas do período de junho com mais saúde

Publicada em 25/06/2019 às 16h
Orientações para aproveitar festas do período de junho com mais saúde

A ingestão excessiva de alimentos típicos do período junino, principalmente, por hipertensos, diabéticos ou para quem tem algum problema digestivo pode trazer prejuízos à saúde. O alerta foi feito pela gastroenterologista José Spinelli, médico cooperado da Unimed João Pessoa, durante o Papo Saúde de junho, programa levado ao ar na página do Facebook da Cooperativa na última sexta (21).


O médico abordou questões importantes, como os cuidados com alimentação obtida na rua. “Alimentos comprados em barraquinhas merecem atenção especial, principalmente porque não se sabe como são feitos nem ao menos com quais ingredientes”, enfatizou.


Outros assuntos abordados foram o excesso do consumo de bebida alcoólica, cuidados com fogos de artifícios e, para os alérgicos, atenção à fumaça das fogueiras, entre outros.


COMO ASSISTIR

Perdeu o Papo Saúde e que ver todas essas recomendações? Para assistir, clique aqui e vá até a seção de vídeos da página do Facebook da Cooperativa e confira. O programa é produzido mensalmente pelo Departamento de Comunicação e Marketing da Unimed JP. O objetivo é levar mais saúde e qualidade de vida às pessoas, incentivando a mudança de hábitos.