A- A+

Artigos Médicos

João Paulo de Medeiros Vanderlei

João Paulo de Medeiros Vanderlei

CRM-PB: 5966 Especialidade: Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Obstruções das glândulas salivares

Publicada em 18/11/2016 às 18h00

Uma pessoa saudável produz cerca de 2 litros de saliva por dia. A maior parte desse volume é produzida pelas glândulas salivares parótidas e submandibulares. Em algumas situações, o fluxo de saliva dessas glândulas pode estar obstruído, levando a fortes dores e inchaços no rosto e no pescoço. É a chamada sialoadenite. As principais causas dessas obstruções são as "pedras" ou cálculos de saliva (sialolitíase), que surgem devido a infecções, desidratação ou excesso de cálcio na saliva.

A síndrome de Sjögren, uma doença onde o organismo agride suas próprias glândulas salivares como se fossem um vírus ou bactéria dos quais quer se defender, causa uma obstrução da saliva devido à formação de estreitamentos dos ductos glandulares. A sialoadenite por sequela da radioiodoterapia usada para tratar doenças da glândula tireoide também leva a estreitamentos dos ductos e obstrução da saliva.

Por fim, a parotidite recorrente da infância, uma espécie de "papeira" persistente, cursa com a obstrução da saliva devido a dilatações e estreitamentos dos ductos salivares.

O importante em todos esses casos é ingerir bastante líquido para manter um bom volume de saliva e manter uma boa higiene oral para evitar infecções. Entretanto, quando há cálculos, eles devem ser removidos. Hoje, a melhor forma de removê-los é por sialoendoscopia, um procedimento onde introduzimos uma pequenina câmera pelo ducto da glândula e, com a ajuda de uma cestinha, removemos cálculo sem cortes na pele ou cicatrizes e sem danificar a glândula salivar. A sialoendoscopia também é útil nas outras doenças citadas acima porque permite dilatar e lavar os ductos para remoção dos estreitamentos e da saliva grossa, permitindo a melhora dos sintomas e da qualidade de vida desses pacientes.

Quem apresenta dor e inchaço na face ou pescoço, ou que já tem o diagnóstico de uma dessas doenças citadas, deve procurar um cirurgião de cabeça e pescoço capacitado para uma boa avaliação e tratamento.