Unimed João Pessoa

Notícias

Hospital Alberto Urquiza realiza segundo transplante de fígado do ano

A- A+
Publicada em 13/03/2019 às 07h
Com uma estrutura de ponta, o Hospital Alberto Urquiza dispõe de um moderno Centro CirúrgicoCom uma estrutura de ponta, o Hospital Alberto Urquiza dispõe de um moderno Centro Cirúrgico

Referência em procedimentos de alta complexidade, o Hospital Alberto Urquiza Wanderley, que integra a rede própria da Unimed João Pessoa, já realizou o segundo transplante de fígado este ano. Ao todo, 98 transplantes foram feitos na unidade hospitalar, sendo 70 de fígado, 11 de coração e 17 de rins.

O transplante de fígado é a maior cirurgia a que um ser humano pode ser submetido. Além desse, o Alberto Urquiza é autorizado pelo Ministério da Saúde a realizar transplantes de rim e coração. As licenças foram renovadas em dezembro de 2018. Os bons resultados obtidos nos transplantes têm contribuído para tornar a instituição referência nesses procedimentos e valorizam a medicina praticada no Estado.

Com uma estrutura de ponta, o Hospital dispõe de um moderno Centro Cirúrgico, Centro de Diagnóstico por Imagem e seis Unidades de Tratamento Intensivo, entre outros serviços essenciais para cirurgias de alta complexidade. A equipe médica conta com alguns dos maiores especialistas do Estado e o quadro assistencial é de alta capacidade. Aliado ao aparato tecnológico, a unidade realiza um trabalho permanentemente de humanização, tornando a recuperação do paciente mais rápida.

PIONEIRISMO

A instituição, que completará 20 anos em abril, tem se destacado como pioneira em procedimentos de alta complexidade. Em 2004 foi realizado o primeiro transplante de coração na Paraíba. Quinze dias depois, o primeiro transplante de fígado. Em 2009 era feito o primeiro transplante de rim. 

GARANTIA DE EXCELÊNCIA

O Hospital Alberto Urquiza Wanderley é o único no Estado a ter a certificação de Acreditação com Excelência, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), que atesta a segurança e o bem-estar do paciente. Este ano, já foi contemplado com o Selo de Qualidade do Conselho Federal de Enfermagem e com a Validação de Boas Práticas para o Tromboembolismo Venoso (TEV), conferido pelo Instituto Brasileiro de Segurança do Paciente (IBSP).