• Início
  • Notícias
  • Saiba como ter mais qualidade de vida no home office; especialista dá dicas

Notícias

Saiba como ter mais qualidade de vida no home office; especialista dá dicas

Publicada em 13/09/2021 às 07h

O trabalho em casa exige disciplina, disposição e muito foco O trabalho em casa exige disciplina, disposição e muito foco

A pandemia de covid-19 obrigou as empresas a mudarem o seu método de trabalho e o home office é uma tendência que veio para ficar. Mas, se as organizações precisaram se adaptar, os trabalhadores também tiveram que se adequar a essa nova realidade. Esse processo pode causar estresse.

O trabalho em casa exige disciplina, disposição e foco. Para muitos, essa mudança gerou ansiedade e dúvidas sobre produtividade. “Alguns colaboradores foram imersos num contexto de falta de diálogo e convívio com os líderes e outros colegas de trabalho. A falta de feedbacks e engajamento, assim como motivação e alinhamento de metas, favoreceram o aumento do estresse”, explica o psicólogo organizacional Júnior Menezes, da equipe da Unimed João Pessoa.

O psicólogo explica que a tensão de ter que manter a produtividade e evitar distrações, somado ao medo da demissão ou do contrato ser suspenso, são alguns pontos de atenção que podem causar estresse. A organização do tempo para diferenciar expediente e período de descanso, assim como a sensação de precisar estar sempre disponível para a empresa, também causam desgaste emocional. “As pausas são determinantes para manter a produtividade. É importante estar atento aos momentos de cuidados pessoais, como beber água, e se alongar durante o dia”, orienta Júnior Menezes.

A BUSCA DE AJUDA

Quando a saúde mental começa a ficar comprometida, alguns sinais como insônia, angústia e aceleração cardíaca são observados. Por isso, segundo Júnior Menezes, a ajuda de um profissional é fundamental. “Uma terapia contínua auxilia na busca pelo autoconhecimento, o que pode ajudar na compreensão dos fatores que podem interferir na vida emocional e psicológica. Além disso, pode favorecer a compreensão dos mecanismos de estímulo à saúde mental, como técnicas de respiração e meditação”, conta o psicólogo.

EMPRESAS PODEM AUXILIAR

Um funcionário saudável e feliz é mais engajado e custa menos. Para as empresas, manter a produtividade e a motivação dos colaboradores é desafiante, acentuado no caso das organizações que lidam com o home office pela primeira vez. Estabelecer uma comunicação efetiva faz diferença, mas há mais que pode ser feito para desenvolver e ajudar a cuidar da saúde e do bem-estar das pessoas, defende o especialista. “As empresas precisam investir na comunicação, sim, mas precisam incentivar práticas de respiração, meditação e ginástica laboral diariamente. Outra medida eficaz é o reforço da necessidade de pausas e respeito aos momentos de descanso”, reforça.

As empresas também podem oferecer benefícios, programas de gestão emocional e projetos de entretenimento e lazer. Isso ajuda no engajamento, uma vez que o time sente que está sendo cuidado e acolhido.