A- A+

Hospital Alberto Urquiza Wanderley

Alta Complexidade

Alta Complexidade

O Hospital Alberto Urquiza Wanderley é referência em procedimentos de alta complexidade na Paraíba. Com uma estrutura de ponta, a unidade hospitalar dispõe de um moderno Centro Cirúrgico, Centro de Diagnóstico por Imagem e seis Unidades de Tratamento Intensivo, entre outros serviços essenciais à realização de procedimentos de alta complexidade. Único no Estado a ter a certificação de Acreditação com Excelência, que garante a segurança e o bem-estar do paciente.

O Alberto Urquiza é pioneiro na realização de transplantes no Estado.  Em 2004 foi realizado o primeiro transplante de coração na Paraíba. Quinze dias depois, era realizado o primeiro transplante de fígado, considerado o procedimento mais complexo ao qual um ser humano pode ser submetido. Em 2009 era realizado o primeiro transplante de rim. São 96 transplantes realizados no Alberto Urquiza.

Mais uma vez de forma pioneira, o Hospital Alberto Urquiza Wanderley realizou em 2007 o implante coclear, procedimento para tratamento padrão de pessoas com surdez profunda. 

Alguns fatos ganharam repercussão nacional. Foi assim com o nascimento dos quíntuplos, caso raro na medicina mundial (1 ocorrência para cada 40 milhões de nascimentos). Para receber os bebês (4 meninos e 1 menina), que nasceram em setembro de 2003, o Hospital adquiriu novos equipamentos e a UTI Neonatal passou por adaptações.

Em 2004, a instituição possibilitou a recuperação do paraquedista norte-americano Marco Antônio Castanon, que sofreu um acidente quando participava de um campeonato em João Pessoa, sofrendo fraturas múltiplas, traumatismo craniano e contusões cerebrais. Ele foi internado na instituição e teve que ser submetido a diversas cirurgias. Todas com sucesso.

Já em 2009, o Hospital passou a oferecer, através de uma parceira com o banco de sangue de cordão umbilical e placentário Criovida, o serviço de congelamento das células-tronco do cordão umbilical para eventual tratamento de doenças. Um ano depois, inaugurou a Unidade de Recuperação Pós-Anestésica (U.R.P.A.). Formada por oito leitos, a U.R.P.A. auxilia na recuperação do paciente, desde os efeitos da anestesia até que os seus sinais vitais e as suas funções motoras retornem aos níveis normais.

 Em 2014, o Hospital proporcionou mais uma cirurgia inédita para a medicina da Paraíba. A primeira cirurgia cardíaca realizada por vídeo do estado. O procedimento por vídeo minimiza o trauma e os riscos de uma cirurgia convencional. A cirurgia só foi possível graças à estrutura do Hospital Alberto Urquiza Wanderley, que possui aparelho para realização de cirurgia por vídeo com tecnologia em alta definição.