A- A+

Hospital Alberto Urquiza Wanderley

Pronto Atendimento

Pronto Atendimento

O Pronto Atendimento (PA) é o setor de urgência e emergência do Hospital Alberto Urquiza Wanderley, onde são atendidas, mensalmente, cerca de 10 mil pessoas. Como a procura é alta, a diretoria do Hospital Unimed adotou algumas providências para manter a qualidade do atendimento. Uma delas foi a implantação, em 2009, do Sistema de Classificação de Riscos, que prioriza o atendimento de acordo com a gravidade do caso, e não por ordem de chegada, dividindo os clientes em cinco grupos identificados por cores distintas.

Em 2013, o Hospital Alberto Urquiza Wanderley adotou o Protocolo de Manchester, utilizado em 18 países. Esse método de assistência é baseado na situação clínica, seguindo protocolos cientificamente aprovados internacionalmente.

Na prática, a classificação de riscos, que é a determinação do grau de gravidade de uma pessoa que procura um serviço de saúde, funciona assim: ao dar entrada no setor de urgência e emergência, o paciente é classificado de acordo com os sintomas, recebendo uma prioridade que determina o tempo máximo para o primeiro atendimento médico. Após um breve questionário e a partir de parâmetros clínicos - como verificação de pressão arterial, glicemia e temperatura- os pacientes são estratificados de acordo com a gravidade do caso.

A estratificação é feita por enfermeiros, que foram selecionados, por meio de avaliação, durante um curso realizado pela equipe do Grupo Brasileiro de Classificação de Risco, entidade autorizada para capacitar as instituições que decidem implantar o Protocolo de Manchester.

Após a triagem, os clientes recebem uma pulseira com uma cor que indica a gravidade do caso para, em seguida, serem atendidos. Veja abaixo qual o significado das seis cores do Sistema de Classificação de Riscos:

- Vermelho: Emergência. Essa cor indica que o paciente precisa de atendimento imediato por estar com a vida em risco.
Tempo máximo para atendimento: 0 minuto.

- Laranja: Muito urgente. O paciente precisa de atendimento o mais rápido possível.
Tempo máximo para atendimento: 10 minutos.

- Amarelo: Urgente. O paciente precisa de avaliação. Não é considerada uma emergência, já que possui condições clínicas para aguardar.
Tempo máximo para atendimento: 60 minutos.

- Verde: Pouco urgente. É o caso menos grave, que precisa de atendimento médico, mas pode ser assistido no consultório médico, ambulatoriamente.
Tempo máximo para atendimento: 120 minutos.

- Azul: Não urgente. Esse paciente poderia ser atendido em um consultório médico.
Tempo máximo para atendimento: 240 minutos.

- Branco: A pulseira desta cor é destinada aos casos mais simples, que poderiam ser atendidos em outras unidades de saúde. O tempo de atendimento para essas pessoas é indeterminado.

ESPECIALIDADES DISPONÍVEIS NO PA 

- Pediatria
- Clínica médica
- Cirurgia geral
- Ortopedia e traumatologia
- Neurologia
- Ginecologia e obstetrícia
- Cardiologia
- Cirurgia buco maxilo (sobreaviso)
- Cirurgia pediátrica (sobreaviso)
- Urologia (sobreaviso)

PRIORIDADE

O PA do Hospital Alberto Urquiza Wanderley tem capacidade para acomodar 47 pacientes, entre adultos e crianças. Mas, o local só deve ser procurado, realmente, em situações de urgência e emergência.

Em outras circunstâncias, o cliente deve preferir uma assistência especializada, através da marcação de consultas médicas. No consultório, como o fluxo de pessoas é menor, o cliente ficará mais à vontade para a consulta clínica. Além disso, o médico poderá avaliar mais detalhadamente o estado de saúde. Para que todos os clientes sejam atendidos com satisfação, a Unimed João Pessoa conta com mais de 1,6 mil médicos cooperados.

É importante ressaltar que a utilização inadequada do Pronto Atendimento para casos que não se enquadram em urgência ou emergência pode prejudicar, por alguns momentos, o atendimento de alguém que, de fato, precise de cuidados imediatos. Pense nisso, pois, nesses casos, qualquer segundo pode fazer muita diferença.

MOACIR DANTAS

O Pronto Atendimento só deve ser procurado em situações de urgência ou emergência. Em outras situações, para casos clínicos e ambulatoriais, o clientes têm à disposição o Hospital Moacir Dantas, que funciona a uma quadra do Hospital Alberto Urquiza Wanderley, na Avenida Beira-Rio, número 1338.

SINAIS CRÍTICOS

Mas você sabe diferenciar uma situação crítica de saúde? De modo geral, urgências e emergências são situações em que o estado de saúde implique em risco de morte ou sofrimento para o paciente. Alguns sinais ajudam a identificá-las (veja abaixo). Nestes casos, a pessoa deve ser encaminhada rapidamente para um pronto atendimento hospitalar.

Sintomas:

- Dor no peito ou na parte superior do abdômen.
- Alterações na visão.
- Fraquezas e desmaios repentinos.
- Dificuldade para falar.
- Tossir ou vomitar sangue.
- Dores repentinas e severas.
- Confusão ou mudança no estado mental, comportamento não usual.

Como proceder:

- Não fazer nenhum procedimento sobre o qual não tenha certeza.
- Não dar nenhum tipo de comida ou bebida para uma vítima de acidente antes de ouvir as orientações de profissionais especializados no assunto.
- Não mover ninguém que estiver envolvido em um acidente com automóveis, que tenha sofrido uma queda grave ou que tenha sido encontrado inconsciente, a não ser que a pessoa esteja vulnerável a riscos imediatos.
- Informar-se mais sobre primeiros socorros.
- E lembre-se: durante uma emergência, o nervosismo pode atrapalhar algumas pessoas a se lembrarem do número de telefone para o qual devem ligar; por isso, deixe-o anotado sempre em um local de fácil acesso.