Artigos Médicos

Dia Nacional de Combate ao Tabagismo

Publicada em 28/08/2015 às 17h

Palmas para os programas públicos de controle do tabagismo, que, ao longo dos últimos 25 anos, conseguiram neutralizar na sociedade brasileira a ideia do cigarro conectado à beleza e elegância. Fumar tornou-se nocivo e antissocial.

O fumante adulto, devidamente conscientizado, a cada dia procura um recurso para largar o cigarro. Todas as estatísticas apontam para uma redução importante de tabagistas no Brasil.

Ocorre que ainda existe uma pedra no caminho a ser removida: de cada dez novos fumantes, nove estão inseridos no segmento etário abaixo dos 19 anos de idade. Em tradução objetiva, significa dizer que o controle consistente do tabagismo passa essencialmente pelo corredor da prevenção.

De olho nessa realidade, o Comitê de Controle do Tabagismo* desenvolveu uma programação para comemorar o Dia Nacional de Combate ao Tabagismo (29 de agosto). A ideia central é divulgar com toda ênfase uma plataforma de jogos educativos, produzidos pela empresa Broz Creative Studio, que devem trabalhar a prevenção entre crianças e adolescentes, despertando nos jovens o pensamento de que o seu desempenho esportivo/escolar e sua qualidade de vida passam muito distante do cigarro.

As ações começaram na quarta-feira no Shopping Tambiá com exposição de banners e divulgação das imagens dos jogos; nos dias 27 e 28 foi a vez das escolas públicas e privadas; e, fechando a programação, os integrantes do Comitê estiveram no Shopping Manaíra no sábado (29) desenvolvendo várias atividades. Entre elas, a distribuição de material educativo e informativo acerca desses jogos (WILL está disponível no Google Play), que certamente vão despertar o interesse da garotada, estimular a criatividade e, sobretutudo, sedimentar uma consciência antitabágica que deverá repercutir positivamente nas estatísticas, que vão avaliar num futuro próximo o tabagismo entre a galera mais jovem.

Adultos largando o cigarro e os jovens sem cair nas arapucas da indústria tabageira é o cenário perfeito para todos nós: Dom Quixotes a combater, ao longo desses anos, poderosos moinhos movidos pelo vento econômico dos fabricantes de doenças e mortes.


*Associação Médica da Paraíba, Unimed João Pessoa, secretarias da Saúde do Estado e de João Pessoa, Agevisa, Sociedade Paraibana de Pneumologia, Sociedade Brasileira de Cardiologia - Regional Paraíba, Liga Acadêmica de Pneumologia, Conselho Regional de Medicina (CRM), Cassi, Geap, Afrafep e Funasa.

 

Sebastião de Oliveira Costa

Sebastião de Oliveira Costa

CRM-PB: 1630

Especialidade: Pneumologia

Mais artigos de Sebastião de Oliveira Costa